Novidades na leitura digital


Confira as novidades na área de livros digitais na Cebit 2011, a Feira internacional de Tecnologia da Informação, Telecomunicações, Softwares e Serviços.

Até o segundo trimestre, a Asus deve lançar dois novos modelos de leitores digitais. Um deles é o Eee Reader DR-900. Ele tem uma tela grande se comparado ao Kindle, da Amazon: 9 polegadas, em preto e branco, que usa Sipix [semelhante à tecnologia e-Ink”]. O Kindle tradicional tem 6 polegadas, mas a versão DX chega a 9,7 polegadas. A vantagem é seu sistema de bateria ultra-longa: ele só gasta energia quando o usuário toca na tela e começa a ler. Em stand-by, o consumo é zero. Assim, dá para virar 10 mil páginas sem ter de recarregá-lo.

O outro modelo de Eee Reader da Asus é o EA-800. Além de facilitar a leitura eletrônica, é possível escrever e desenhar na sua tela, com uma caneta stylus. Ele tem tela de 8 polegadas. O e-reader possui ainda conexão Wi-Fi para navegação na internet.

A Hanvon deve lançar ainda o B516, e-reader que traz botões centrais e um segundo menu de botões na lateral.

A Hanvon tem uma linha extensa de e-readers, com três novos modelos saindo do forno no próximo trimestre. O da foto é o W800, que impressiona pela qualidade da tela. Além da leitura digital, é possível escrever [e selecionar menus] com uma caneta stylus. O e-reader tem conexão Wi-Fi.

Já o modelo Wise E-reader B630 vem com um teclado QWERTY para facilitar a digitação. Ele ainda pode ser programado para virar páginas automaticamente em um intervalo definido pelo usuário. Vem com tela de 6 polegads e tecnologia e-Ink.

UOL Tecnologia | Photos & Textos por Ana Ikeda | 05/03/2010

Primeiro leitor de livros com tinta eletrônica colorida é lançado na China


Aparelho será vendido no mercado chinês por cerca de R$ 750.
Tecnologia e-ink oferece leitura mais confortável que as telas de LCD.

Leitor colorido da Hanvon deverá custar cerca de US$ 450 na China. Foto: Divulgação/Hanvon

A companhia chinesa Hanvon Technology vai lançar o primeiro leitor de e-books com tela de tinta eletrônica colorida. O produto deverá custar, no mercado chinês, cerca de US$ 450, o equivalente a R$ 750.

O anúncio oficial deve acontecer nesta terça-feira durante a FPD International, evento em Tóquio, no Japão, que reúne fabricantes de telas para televisores, computadores, celulares e eletrônicos em geral.

O produto vai usar uma versão avançada – e em cores – da mesma tecnologia presente em leitores de livros eletrônicos como o Kindle, da Amazon, e o Alfa, da brasileira Positivo.

Diferentemente de displays de cristal líquido [LCD], como o utilizado no iPad, a tela de e-ink não emite, e sim reflete a luz. Isso faz com que a leitura seja mais confortável, já que a imagem gerada pela tela se assemelha à impressa em um papel, como em um livro comum. Por necessitarem de energia elétrica apenas para trocar as páginas, e não para sustentar a exibição da imagem durante a leitura, aparelhos que utilizam essa tecnologia também têm duração maior da bateria.

Em outubro, a livraria americana Barnes and Noble anunciou o lançamento de um leitor digital colorido para o mercado americano. O produto, no entanto, usa tela de LCD iluminada por LEDs. A Amazon, líder no setor de e-readers, ainda não vende leitores com tela colorida.

Portal G1 | 08/11/2010 08h44