Editora adere ao Kindle Unlimited


Serviço de subscrição da Amazon passa a ter títulos escritos por Graciliano Ramos, José Lins do Rego e Cristovão Tezza

Alex Szapiro, country manager da Amazon no Brasil: "Estamos muito felizes com o crescimento do Kindle Unlimited no Brasil" | © Divulgação

Alex Szapiro, country manager da Amazon no Brasil: “Estamos muito felizes com o crescimento do Kindle Unlimited no Brasil” | © Divulgação

A Amazon anunciou que o Grupo Editorial Record colocou “centenas” de títulos a disposição dos assinantes do Kindle Unlimited, o serviço de subscrição de e-books da gigante de Seatle. Entre os novos títulos do catálogo do Kindle Unlimited estão os brasileiros Graciliano Ramos, José Lins do Rego, Lya Luft e Cristovão Tezza e autores internacionais como Umberto Eco, Ernest Hemingway, Deepak Chopra, Nora Roberts, Danielle Steel e John Green. O catálogo do Kindle Unlimited ultrapassou a casa do um milhão de títulos, sendo 25 mil em português.

Estamos muito felizes com o crescimento do Kindle Unlimited no Brasil e a adição desta seleção incrível da Record certamente dará a nossos clientes acesso a mais best-sellers, aumentando o catálogo de mais de 1 milhão de títulos que já estão disponíveis para os leitores brasileiros que aderem ao programa”, disse Alex Szapiro, Country Manager da Amazon, via comunicado. No mesmo documento, Sérgio Machado, presidente do Grupo Editorial Record, declarou: “Fazer parte do programa Kindle Unlimited é um ótimo negócio para nós, que editamos os livros, e para os leitores, que terão mais acesso aos títulos e, portanto, se sentirão encorajados a lerem mais e mais”.

Para aderir ao Kindle Unlimited, o assinante paga R$ 19,90 por mês e tem acesso ilimitado ao catálogo.

Por Leonardo Neto | PublishNews | 19/10/2015

Anúncios

eBooks brasileiros em pauta na PublishersLaunch


Sérgio Machado, da Record, foi o representante brasileiro no painel que reuniu editores da Itália, Alemanha, China e Estados Unidos

Sérgio machado

A possibilidade de crescimento do mercado brasileiro de livro digital está na mira de editores internacionais e a organização da Conferência PublishersLaunch escolheu Sérgio Machado, presidente do Grupo Record, uma das editoras que integram a distribuidora de livros digitais DLD, para contar o que o Brasil anda fazendo nesse sentido. O painel, realizado nesta segunda-feira, dia 10, em Frankfurt, contou ainda com a participação de Riccardo Cavallero, da Mondadori [Itália]; Kris Kliemann, da Wiley [Estados Unidos]; Michale Justus, da S. Fischer Verlag [Alemanha].

Para Machado, em três anos os e-books devem ter 10% de market share no Brasil. Mas isso só vai acontecer se houver um número razoável de e-books, e-readers baratos e se a compra for fácil. Depois disso, ele acredita, o crescimento será muito rápido.

Entre os assuntos abordados estava o interesse da Amazon pelo país, e ele contou que a empresa não pretende concorrer na venda de livros impressos. “Ela entendeu que pode ser um pesadelo distribuir livros no Brasil”, completou. Por outro lado, sabe-se que Amazon já está conversando com a DLD, editoras e livrarias para conhecer o mercado e organizar sua estratégia. E que também está procurando um profissional para representá-la em São Paulo.

Por fim, Sérgio Machado disse que o exemplo da Barnes & Noble, rede de livrarias que se aventurou pelo mundo digital e criou o seu próprio e-reader, é de grande valia e pode ser muito útil se quisermos chegar logo no mesmo nível dos outros países. E chegou a fazer previsões: “Cedo ou tarde, um player local vai fazer um acordo com a Barnes & Noble para usar a tecnologia dela e acelerar o processo para poder concorrer com a Amazon”.

Por Maria Fernanda Rodrigues | PublishNews | 11/10/2011

eBooks do Grupo Editorial Record


A primeira leva de eBooks do Grupo Editorial Record já está à venda. Entre eles, grande parte da obra de Lya Luft [13 de seus livros, incluindo os best sellers Perdas e ganhos, Pensar é transgredir e seu último sucesso, O silêncio dos amantes]. Raquel de Queiroz [Memorial de Maria Moura]; Rubem Braga [Ai de ti, Copacabana]; Cristóvão Tezza [o premiadíssimo O filho eterno]; Edney Silvestre [Se eu fechar os olhos agora] e Tatiana Levy [A chave de casa] – ambos ganhadores do Prêmio São Paulo de melhor Livro de autor estreante –; e 10 livros de Letícia Wierzchowski [entre eles A casa das sete mulheres] estão também nesta fortíssima primeira fornada de eBooks

Dentre os livros de autores estrangeiros, destaque para Umberto Eco [Baudolino e O nome da rosa]; Meg Cabot [O diário da princesa] e Candance Bushnell [Os diários de Carrie].

A meta é chegar aos 400 eBooks disponíveis para o público leitor até o final de 2011.

Fonte: Grupo Editorial Record