Escritora Eliana Neri lança o primeiro volume de sua trilogia


Lançamento oficial do livro que mistura aventura e emoção com toque espiritualista e de autoconhecimento será na Flip

Eliana Neri  | Fotos: Divulgação

Eliana Neri | Fotos: Divulgação

O livro publicado por editora tem melhor aceitação pelas livrarias e pelos leitores, isso é fato

Apesar de o personagem principal ser um padre e outros dois personagens terem uma grande fé em Deus, a autora não considera “Day by day” uma obra espiritualista. O primeiro volume da trilogia que Eliana Neri está escrevendo já está pronto. Mas só será lançado pela editora na Flip [Festa Literária Internacional de Paraty], no meio do ano. Até lá, quem quiser matar a curiosidade, já pode comprar seu exemplar com a própria escritora. São 384 páginas de muita aventura e emoção.

Para depois da trilogia, Eliana está com um conto infantil pronto, pretende publicá-lo por uma editora e comercializar no mercado nacional. Em seguida, vai escrever e publicar uma fábula para adultos.

Nascida em São Lourenço [MG], a autora mora em Barra Mansa desde os 7 anos. Começou a escrever contos infantis em meados de 2000. Quando foi trabalhar em outra cidade [Barra do Pirai], ficava com tempo livre à noite e surgiu a vontade de escrever. Foi quando criou os “Contos da Lili”, com o inusitado personagem Azeitona no Palito.

Depois veio a oportunidade de participar de antologias com textos infantis e para adultos e a concretização de um sonho, que era escrever um livro solo sobre a história do seu tio-avô que foi padre no século passado e tem um mistério a ser desvendado.

Sempre trabalhou na área comercial, seja em comércios ou indústrias da região, quando em janeiro recente, por conta de fechamento da empresa onde trabalhava, ficou com mais tempo para os seus projetos literários e resolveu divulgar e comercializar o primeiro volume da trilogia “Day by day”, pessoalmente, praticamente um corpo a corpo.

Quando começou a escrever essa trilogia? Por que a opção por três livros sobre o mesmo tema? Quais os títulos de cada livro?

A vontade nasceu em minha adolescência, o sonho de publicação, porém, tornou-se possível apenas em 2012. Em 2013 publiquei de forma independente a primeira parte com apenas 156 páginas, em 2014 enviei o texto completo do primeiro volume para a editora Livrus, que passou a me acompanhar.

A opção por uma trilogia deu-se por conta de ser uma história que se passa em vários períodos, precisando de muitas pesquisas e investigações, por ter um texto bastante interessante e com bastantes assuntos a serem explorados. Se agradar aos leitores, passará de trilogia para uma série. O primeiro volume: “Day by day”. O segundo volume: “Day by day, a busca é surpreendente“. O terceiro volume: “Day by day, a busca é encontro“.

"Algumas pessoas não entram em livrarias por achar que o livro no Brasil é caro" - Eliana Neri

“Algumas pessoas não entram em livrarias por achar que o livro no Brasil é caro” – Eliana Neri

Todos os textos dos três livros já estão prontos? Ou apenas o primeiro de “Day by day”?

O primeiro está pronto e já estou comercializando pessoalmente e pelos sites da editora. A versão digital já está sendo cadastrada em canais online também.

O segundo volume já está com cem páginas digitadas. Se eu não fizer mais nada, só escrever, em apenas dois meses o segundo volume poderá ficar pronto.

E em mais ou menos seis meses o terceiro volume ficaria pronto, mas creio que isso ainda não seria possível para mim.

É um livro espiritualista? Ou nada tem a ver com esse gênero? Como você classifica essa trilogia, do ponto de vista mercadológico?

Apesar de o personagem principal ser um padre e outros dois personagens terem uma grande fé em Deus, não o considero espiritualista, mas quem ler apenas o primeiro volume terá a impressão de que talvez seja. Mas não foi proposital. Acho mesmo que o livro pode ter várias classificações do ponto de vista mercadológico, tipo aventura, autoconhecimento, ficção, suspense e até espiritualista também, por que não?

Como foi [ou está sendo] o processo criativo dessa trilogia? Muito diferente do seu trabalho anterior com livros infantis?

Sim, completamente diferente dos trabalhos anteriores com livros infantis, que são pura ficção. A trilogia “Day by day” é uma mistura de ficção e fatos reais, para tal tive que fazer pesquisas, viagens, entrevistar pessoas. Então, é bem diferente sim. Até o processo criativo é mais demorado.

Os seus livros saem por uma editora, certo? Isso facilita, de certa forma, que sua obra seja mais vendável do que um livro lançado no esquema de produção independente?

A trilogia é o meu primeiro livro por uma editora, tirando, é claro, as antologias, mas livro solo é o primeiro. O livro publicado por editora tem melhor aceitação no mercado pelas livrarias e pelos leitores, isso é fato. Como é minha primeira experiência por editora, só daqui a alguns meses é que saberei o resultado, é uma experiência nova. Mas o fato é que a qualidade do livro é superior porque tive uma equipe cuidando de tudo, desde a revisão do meu texto até a capa.

Que análise você faz do atual mercado literário na região, no Brasil e no mundo?

Creio que cresceu bastante o interesse das pessoas pelos livros, com muitos autores e novos gêneros. Nós autores ainda sonhamos em publicar um livro que caia no gosto popular, que as pessoas gostem, comentem, indiquem. O mercado editorial brasileiro e mundial passa por transformações profundas e nós escritores temos que acompanhar essas transformações. Compreendê-las, tentar nos situar para publicar os nossos livros.

Quais seriam os caminhos para facilitar o acesso aos livros e à produção de obras literárias?

A produção de obras literárias não é nada barata, devido à complexidade de profissionais que se faz importante para tal, tipo: preparação, diagramação, revisão de texto, capista, gráfica, profissional de marketing etc. Existe um custo envolvido.

Mas creio que baixar os preços dos livros facilitaria o acesso. Algumas pessoas não entram em livrarias por achar que o livro no Brasil é caro.

E precisamos de mais eventos literários, feira de livros, saraus etc. Quanto mais as pessoas tiverem acesso aos livros, melhor.

Para quem pretende começar a produzir literatura, quais as dicas?

Ler bastante e focar no objetivo.

Serviço

Day by day

Autora: Eliana Neri

Preço: R$ 32

Para adquirir o livro entrar em contato pelo e-mail [eliana.neri@uol.com.br]

Facebook ou telefone [24] 9-9845-1204

Página do livro no site da editora

Por Cláudio Alcântara | Coluna Olho Pop | Publicado originalmente em OLHO VIVO | 21/04/2015, às 11:25

Nuvem de Livros lança versão de software com mais recursos técnicos


A biblioteca digital Nuvem de Livros, a maior do Brasil e que oferece acesso a cerca de 12 mil conteúdos, lançou uma versão mais atraente e com mais recursos tecnológicos, que será usada igualmente no serviço em espanhol, com previsão de lançamento para outubro.

A nova versão é mais robusta tecnologicamente, além de ser mais atraente, lógica e racional“, disse nesta quarta-feira à Agência Efe uma fonte do Grupo Gol, produtor e distribuidor de conteúdos multimídia de educação, que desenvolveu e opera uma biblioteca virtual online que já conta com cerca de 1,3 milhão de clientes no país.

De acordo com a fonte, a versão 2.0 da Nuvem de Livros conta com uma estrutura de metadatos mais complexa e rica, permitindo agilizar e melhorar as opções de busca e identificação de conteúdos.

Também apresenta um novo leitor [na tela] e um novo editor desenvolvidos pelo Grupo Gol no Brasil“, afirmou a fonte.

Além dos aproximadamente 12 mil livros, áudios, vídeos, conteúdos para reforço escolar, conteúdos interativos, jogos, cursos, reportagens e entrevistas oferecidos por esta multiplataforma, a nova versão inclui cursos de formação profissional certificados pelo Centro de Integração Empresa-Escola [CIEE].

Os conteúdos da biblioteca digital, pensada originalmente para escolas públicas e famílias, podem ser acessados a partir de qualquer plataforma com conexão à internet. O aplicativo pode ser baixado em aparelhos com sistema operacional iOS, Android ou diretamente no computador.

Apesar de ser oferecida aos clientes desde a primeira semana de julho, a versão 2.0 foi apresentada oficialmente no último fim de semana pelo presidente do Grupo Gol, Jonas Suassuna, na Festa Literária Internacional de Paraty [Flip].

O Grupo Gol também opera a Nuvem do Jornaleiro, uma plataforma digital que permite aos usuários de telefones celulares, tablets ou internautas acessar o conteúdo de 200 meios de comunicação, incluindo notícias da Agência Efe, sem baixar os arquivos nos aparelhos.

Ambas as iniciativas contam com parceria da operadora Vivo, subsidiária da espanhola Telefônica no Brasil.

Rio de Janeiro | Publicado originalmente por Yahoo | 06/08/2014 | Da Agência EFE

Espaço na Off Flip lançará versão 2.0 de biblioteca online


Rio de Janeiro – De 31 de julho a 2 de agosto, durante a programação Off Festa Literária Internacional de Paraty [Flip], a Liga Brasileira de Editoras [Libre] e a plataforma online Nuvem de Livros apresentarão um espaço onde o público participará de debates e conhecerá a versão 2.0 da biblioteca online do Grupo Gol.

Na Rua da Lapa, coração do Centro Histórico da charmosa cidade do Litoral Sul Fluminense, a Casa Libre e a Nuvem de Livros apresentarão durante três dias, sempre a partir das 12h, debates e bate-papos sobre a pluralidade editorial e as inovações digitais na área.

Com curadoria do escritor Luis Maffei, os visitantes poderão assistir a debates como “Políticas de bibliotecas digitais”, “Livros e políticas” e “A infância e o livro”, além de bate-papos como “O Plano Nacional de Educação e a cultura brasileira”, com Arnaldo Niskier, [membro da Academia Brasileira de Letras], e “Uma vida com a ficção”, com Antônio Torres, [também acadêmico], ambos da “Nuvem”.

Nas mesas de debate estarão nomes como Ittala Nandi, atriz, diretora e escritora; Sergio Cohn, poeta e editor; Marcelino Freire, escritor; Vivian Pizzinga, psicóloga e ficcionista; e Jorge Fernandes da Silveira e Vera Lins, intelectuais da área da Literatura.

Principal lançamento do espaço, a nova versão 2.0 da biblioteca online Nuvem de Livros estará disponível na Casa para o público acessar e também será apresentada num bate-papo com o presidente do Grupo Gol e criador da plataforma, Jonas Suassuna, no dia 1º de agosto.

A programação também terá lançamento de livros, sarau e as apresentações “Meia-noite Erotika” e “Meia-noite com Camões”, com início às 23h59, que encerrarão as atividades nos dias 31 [quinta-feira] e 1º [sexta].

No sábado, 2, as crianças serão as convidadas da roda de leitura de trocadilhos “Trocando alhos por bugalhos, misturando os ditados”, e uma festa encerrará a programação da Casa à noite.

Para Haroldo Ceravolo, presidente da Libre, “com esse espaço em Paraty a Libre, as editoras independentes e a biblioteca digital Nuvem de Livros querem falar diretamente ao público, promover a diversidade do livro e das editoras e discutir ideias e políticas para o mercado editorial brasileiro”.

Exame | 22/07/2014