Casa das Rosas, Casa Guilherme de Almeida, Oficinas Culturais e Fábricas de Cultura têm horário especial para o final de ano


Confira o abre e fecha de alguns dos principais equipamentos culturais da cidade.

Se você vem para São Paulo ou quer aproveitar as férias para conhecer tudo o que a cidade tem para oferecer, programe-se! Os museus Casa das Rosas e Casa Guilherme de Almeida, as Oficinas Culturais e as Fábricas de Cultura da capital, funcionarão em horário especial durante o fim de ano. Os espaços pertencem a Secretaria da Cultura do Estado e são gerenciados pela Poiesis.

Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos

O museu funcionará de 19 a 31 de dezembro em horário especial, de terça a domingo, das 10h às 18h, e fecha nos dias 24, 25 e 31 de dezembro e 1º de janeiro. Quem passar pelo local, poderá conferir a exposição As Ideias Concretas – Poesia 60 Anos Adiante, com curadoria de Júlio Mendonça e Reynaldo Damazio.

Casa Guilherme de Almeida

O espaço dedicado à literatura e ao cinema funcionará de terça a domingo, das 10h às 18h00, e fecha nos dias 24, 25 e 31 de dezembro e 1º de janeiro. Além de conhecer o espaço que abriga o acervo composto de objetos que pertenceram ao poeta, tradutor, jornalista e advogado paulista Guilherme de Almeida [1890-1969], o público também poderá conferir o espaço anexo e a exposição Tiarô Primavera, com curadoria de Aurora Bernardini.

Fábricas de Cultura

As unidades Brasilândia, Capão Redondo, Jaçanã, Jardim São Luís e Vila Nova Cachoeirinha, localizadas nas Zonas Norte e Sul, funcionarão de terça a sexta, de 9h às 20h, sábados e domingos de acordo com a programação. Nos dias 24, 25 e 31 de dezembro e 1º de janeiro estarão fechadas.

Oficinas Culturais

As quatro unidades da capital paulista estarão fechadas nos dias 24, 25 e 31 de dezembro e 1º de janeiro. Confira o horário de cada uma:

Oficina Cultural Casa Mário de Andrade: terça-feira a sábado das 10h às 18h. Fechada dia 2/1. Quem for ao espaço poderá conhecer a exposição Macunaíma: pinturas e desenhos de Martins de Porangaba, com curadoria de Martins de Porangaba.

Oficina Cultural Oswald de Andrade: segunda a sexta das 9h às 22h e aos sábados das 10h às 18h. Aberta dia 2/1. Destaque para a exposição Monumento Mínimo: arte com emergência, com curadoria de Néle Azevedo.

Oficina Cultural Alfredo Volpi: terça a quinta 13h às 22h; sexta-feira e sábado das 10h às 18h – fechada 2/1. E a Oficina Cultural Maestro Juan Serrano: segunda a sexta das 8h às 19h e sábado das 13h às 18h – aberta 2/1.

SOBRE A POIESIS

A instituição, que tem por objetivo o desenvolvimento sociocultural e educacional, com ênfase na preservação e difusão da língua portuguesa, desenvolve e gere programas e projetos, pesquisas e espaços culturais, museológicos e educacionais voltados para o complemento da formação de estudantes e público em geral. A POIESIS trabalha com o propósito de propiciar espaços de acesso democrático ao conhecimento, de estímulo à criação artística e intelectual e de difusão da língua e da literatura.

Assessoria de Imprensa – POIESIS

Carla Regina | Coordenação [11] 4096-9827 e carlaregina@poiesis.org.br
Fernanda Galib: [11] 4096-9894 e fernandagalib@poiesis.org.br
Aline Oliveira: [11] 4096-9852 e alineoliveira@poiesis.org.br
Débora Nazari: [11] 4096-9848 e deboranazari@poiesis.org.br

Assessoria de Imprensa – Secretaria de Estado da Cultura
Gabriela Carvalho – [11] 3339-8070 e gabrielacarvalho@sp.gov.br
Gisele Turteltaub – [11] 3339-8162 e gisele@sp.gov.br

Serviço:

POIESIS – Instituto de Apoio à Cultura, à Língua e à Literatura
Sede: Rua Lubavitch, 64 – Bom Retiro
Telefone: [11] 4096-9900
Site: http://www.poiesis.org.br

Casa das Rosas homenageia o escritor Boris Schnaiderman


Boris Schnaiderman | Photo Fernando Donasci / Agência O Globo © 1996 - 2016. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A.

Boris Schnaiderman | Photo Fernando Donasci / Agência O Globo © 1996 – 2016. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A.

O mês de setembro se despede na Casa das Rosas com uma homenagem póstuma, dia 29, ao escritor, professor e tradutor Boris Schnaiderman. O encontro, coordenado por Nelson Ascher, traçará a trajetória do trabalho e da grande contribuição de Schnaiderman, principalmente para a tradução da literatura russa no Brasil. Na ocasião, será lançada a nova edição da revista online Circuladô, publicação do Centro de Referência Haroldo de Campos do museu, cujo dossiê especial trata do tema da tradução poética. A instituição pertence à Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, e é gerenciada pela organização social POIESIS.

Schnaiderman fez marcantes parcerias com os irmãos Campos, realizou outras grandes contribuições na tradução, de Dostoiévski e Tolstói a Guenádi Aigui. Na crítica, destacam-se seus livros A Poética de Maiakóvski e Tradução-Ato Desmedido. Na sua extensa obra tem papel importante, também, seu trabalho de memorialista. Boris Schnaiderman foi um dos autores mais importantes para a cultura brasileira nos últimos 60 anos e seu legado ficará para as futuras gerações.

Serviço:

HOMENAGEM A BORIS SCHNAIDERMAN
Quinta-feira, 29 de setembro, às 19h30
Com: Nelson Ascher

Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura
Avenida Paulista, 37 – próximo à Estação Brigadeiro do Metrô.
Horário de funcionamento: de terça-feira a sábado, das 10h às 22h;
Domingos e feriados, das 10h às 18h.
Convênio com o estacionamento Parkimetro: Alameda Santos, 74 [exceto domingos e feriados].
Tel.: [11] 3285-6986 / [11] 3288-9447.
Site: http://www.casadasrosas.org.br
Twitter: http://www.twitter.com/casadasrosas
Facebook: http://www.facebook.com/casadasrosas
Instagram: http://www.instagram.com/casadasrosas