eReaders à base de energia solar


A tecnologia dos ereaders tem evoluído constantemente e novidades são implantadas a todo o momento para melhorar seu desempenho, no entanto, a utilização da energia solar para carregar a bateria – que além de abastecer o aparelho por tempo ilimitado ainda é ecologicamente correta – foi explorada até hoje de forma muito tímida. A questão é se esse cenário está caminhando para uma mudança e se essa vai ser a tendência para a próxima geração de eReaders.

Algumas grandes empresas têm demonstrado interesse em desenvolver ereaders alimentados por energia solar, mas o único produto a ser comercializado foi o Biblio Leaf, lançado no Japão pela Toshiba, em 2010. De acordo com a Toshiba, o painel solar colocado na frente do aparelho carrega a bateria o suficiente para que cerca de 7500 páginas sejam lidas numa única carga. A LG também se aventurou por esse terreno, mas o seu modelo [TFT-LCD] nunca passou da fase de protótipo.

A NeoLux Corporation, que desenvolveu a tecnologia da tela Ink-in-Motion, criou um painel solar que abastece o aparelho com energia suficiente para mantê-lo por até 18 meses de uso contínuo. O dispositivo chamou a atenção da e-Ink Holdings [principal fabricante de telas e-ink] e recentemente as companhias assinaram uma parceria para combinar o uso da tecnologia e-ink com a de energia solar, com a intenção de expandir o seu uso prático. A empresa AUO Optronics – outra fornecedora de telas para vários aparelhos – criou uma tela de e-ink flexível à base de energia solar que também parece promissora.

A escassez de ereaders que funcionam com energia solar levou a Solar Focus a criar capas protetoras que carregam a bateria dos leitores passivamente, quando não estão em uso. Essas capas foram feitas principalmente para o Kindle, e conseguem carregar o dispositivo mesmo quando não estão colocadas diretamente sob a luz do sol. Os criadores do produto ganharam vários prêmios e as capas estão vendendo muito bem.

Também existem métodos no estilo “faça você mesmo” [para os mais habilidosos ou corajosos] que convertem um ereader comum em um ereader com energia solar, mas talvez seja melhor esperar mais um pouco e acreditar que, em um futuro não muito distante, as vantagens do uso da energia solar sejam suficientes para colocar esses dispositivos no mercado.

Clipado à partir de Revolução eBook | Informações: Good E-Reader

Toshiba lança e-reader que funciona com luz solar


e-Reader da Toshiba que funciona a luz solar

A Toshiba lançou um leitor de livros eletrônicos que é recarregado por meio da luz solar, o Biblio Leaf, segundo o site da revista FastCompany. O produto será vendido no Japão.

Ainda de acordo com a revista, a iniciaitva surge após a empresa ter entrado no mercado dos sistemas fotovoltáicos, que engloba geração de energia por meio da luz solar. A empresa não revelou quanto tempo o aparelho levará para ser recarregado pelo método solar.

De resto, o produto tem funções comuns: tela de seis polegadas com a tecnologia e-Ink, conexão Wi-Fi e 3G, uma caneta stylus, memória de 2 Gbytes e suporte para cartão SD.

Folha.com | TEC | Com informações FastCompany | 22/12/2010 – 16h25