Portugal vê versão em chinês da Biblioteca Digital sobre Macau


Lisboa | A UCCLA – União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa, a Biblioteca Nacional de Portugal, a Fundação Macau e o Observatório da China organizam, nesta quarta-feira, dia 14, um encontro com jornalistas para apresentação da versão em chinês da Biblioteca Digital sobre Macau – China.

O evento terá lugar pelas 17 horas [hora de Lisboa], na Biblioteca Nacional de Portugal, no Campo Grande, na capital portuguesa.

Trata-se de um projeto do Observatório da China com o apoio das referidas instituições.

Na mesa estarão a presidente da Biblioteca Nacional de Portugal, Inês Cordeiro, o secretário-geral da UCCLA, Vitor Ramalho, o presidente da Fundação Macau, Wu Zhiliang, e o presidente do Observatório da China, Rui Lourido.

A Biblioteca Digital sobre Macau pretende divulgar de forma clara, simples e gratuita, mas rigorosa e científica, as descrições portuguesas [numa primeira fase] fundamentais para a História de Macau e do seu papel no Mundo, que foi pioneiro no relacionamento entre o Ocidente e a China.

“Será um instrumento pedagógico ao serviço da comunidade académica e população interessada. Permitirá o acesso direto, internacional e imediato a fontes históricas até agora só acessíveis nos arquivos portugueses ou em edições de difícil acesso”, lê-se no comunicado divulgado pela UCCLA.

A documentação histórica e respetivo conteúdo estará acessível através de quatro diferentes formas de consulta: pelo Nome dos autores das obras, pelo Título da obra, pela Data de edição da obra e, ainda, pelo campo das Novidades, ou seja, as últimas a darem entrada no portal na internet.

Publicado originalmente em Portugal Digital | 14/10/2015