Kindle Scout para brasileiros


Plataforma de “apostas literárias” da Amazon passa a aceitar originais de autores brasileiros

Nesta quarta-feira [09], a Amazon anunciou oficialmente que passará a aceitar originais de brasileiros dentro da Kindle Scout, a plataforma de apostas literárias da Amazon. No entanto, a plataforma só aceita, por enquanto pelo menos, originais inéditos escritos em inglês. Autores podem colocar suas obras na plataforma que, depois de pré-selecionadas pela Amazon, serão julgadas pelo público durante 45 dias. Os autores dos livros mais votados terão suas obras publicadas pelo selo Amazon Press [em formato digital] e ganham um adiantamento no valor de US$ 1,5 mil e royalties de 50% sobre o valor de venda do livro.

A plataforma, lançada em 2014, estava restrita aos EUA. Agora, além do Brasil, podem participar autores da Austrália, Canadá, Índia , Japão, México, Nova Zelândia, e países da Europa. “Expandir nossa plataforma para autores e leitores de fora dos EUA era um dos pedidos mais frequentes que nós recebemos desde que a lançamos. Com o esse anúncio, nós estamos aguardando ansiosos por grandes histórias que estão por vir”, disse Diana Hial, gerente geral do Kindle Scout via comunicado.

Para ajudar a explicar como funciona o Kindle Scout, a Amazon preparou um vídeo que pode ser acessado clicando aqui.

Por Leonardo Neto | Publicado originalmente em PublishNews | 10/09/2015