Desempenho da venda de eBooks será medido


Pouco se sabe sobre o mercado de livros digitais no Brasil. Editoras não divulgam os números de vendas, e dizem apenas que elas representam 1%, às vezes 2%, do faturamento. Tampouco interessa às livrarias revelar seu market share. Juntando uma informação aqui e outra ali era possível entender um pouco do comportamento do leitor, mas faltavam um levantamento e uma análise mais sistemáticos que pudessem ajudar a construir um histórico – e, quem sabe, apontar caminhos para que o mercado seja, de fato, promissor. A partir de hoje [3], a Simplíssimo, uma das primeiras empresas produtoras de e-book do País, vai publicar, em seu site, semanalmente, o ranking dos e-books mais vendidos no Brasil. Ainda não é a solução perfeita, já que a lista não considera a quantidade de livros vendidos, um segredo de Estado em qualquer país.

POR MARIA FERNANDA RODRIGUES | O ESTADO DE S. PAULO | 02/09/2015