Machado de Assis Magazine celebra downloads


No mês de abril foi atingida a marca de 51 mil downloads

51.966 downloads. Essa foi a marca que a Machado de Assis Magazine – Literatura Brasileira em Tradução, disponibilizada gratuitamente na internet, atingiu no mês de abril. O site da revista, uma iniciativa da Fundação Biblioteca Nacional e do Itaú Cultural, já ultrapassa 830 mil visitas. O objetivo da publicação é difundir e estimular a publicação da literatura e da produção intelectual brasileira no exterior. Inclui excertos de livros de autores nacionais selecionados, traduzidos para o inglês e espanhol. A edição mais recente, lançada durante o Salão do Livro de Paris 2015, incluiu também traduções para o francês.

PublishNews | 26/05/2015

Preciosidades da Biblioteca Monteiro Lobato são digitalizadas


Acervo é comporto por livros didáticos desde o fim do século 19 até meados da década de 1970

A Biblioteca Monteiro Lobato [Rua General Jardim, 485, Vila Buarque, São Paulo/SP] abriga o Acervo Histórico do Livro Escolar – AHLE, constituído por títulos de uso escolar resguardado pelas antigas Bibliotecas Infantis. O espaço reúne várias fases da história e da educação no País desde o fim do século 19 até meados da década de 1970. Cartilhas, primeiras leituras e manuais de ensino, entre outros, compõem esse acervo especial, que contempla todas as disciplinas escolares dos cursos primário e secundário. Mais de 30 títulos antigos já foram digitalizados. Para mais informações, clique aqui.

PublishNews | 26/05/2015

Vendendo livro pela capa


Existem diversas maneiras de se vender um livro, uma delas é pela capa.

Por Ednei Procópio *

É verdade que os leitores não leem um livro somente pela capa, mas é certo afirmar também que muitos livros deixaram de ser comprados exatamente por culpa do seu acabamento. Para melhorar o nível de comunicação da obra com o leitor, no entanto, itens como o impacto, a essência e a criatividade na imagem utilizada podem ajudar a traduzir para o leitor o conteúdo do livro e ajuda a fisgar o consumidor para a sua aquisição.

A imagem da capa de um livro, somada ao título, será o primeiro contato que o leitor terá com o produto e pode ser decisivo na tomada de decisão do leitor. É necessário bom senso na hora de compor a capa de um livro. É de suma importância a criação de uma boa capa para a vida útil de uma obra. A embalagem ajuda na comercialização. Faz-se preciso, portanto, desenvolver a melhor arte para uma capa, que traduza fielmente o conteúdo da obra.

A TIPOGRAFIA

A TIPOGRAFIA

Um item importante é com relação à tipografia empregada que deve, além de ser esteticamente bonita, ser também legível, para que possa ser visualizada quando reduzida para ser divulgada em livrarias virtuais, blogs, etc. O profissional gráfico geralmente sabe disso, porém o próprio autor pode ajudar e também ficar atento se a equipe editorial está realmente tomando esses cuidados.

O AUTOR E A CAPA DO SEU LIVRO

O AUTOR E A CAPA DO SEU LIVRO

Uma determinada imagem que esteja apenas dentro da cabeça do autor pode não servir para chamar a atenção dos leitores. Muitas vezes, a ideia que um autor faz da capa de seu livro não reflete nem o livro em si, algumas vezes tão pouco o conteúdo ali contido. E muito menos ajuda o mercado editorial na circulação do produto.

Ainda assim, é importante que o autor, na medida do possível, também tenha o direito de opinar e até aprovar a arte capa do seu próprio livro e, eventualmente, propor a sugestões de melhoria que achar necessárias. Mas é mais necessário ainda que o autor não torne a sua ideia de capa algo imperativo, se a opção não ajudar na venda da obra.

OS TEXTOS NA CAPA DE UM LIVRO
OS TEXTOS NA CAPA DE UM LIVRO

Quantas vezes, porém, nos deparamos com obras cujos títulos nos chamaram a atenção, mas os textos da sinopse dispersam imediatamente a nossa atenção e o livro perde, com isso, aquele ato da compra por impulso? Textos curtos e diretos são sempre a melhor opção tanto para a minibiografia do autor quanto para a sinopse da obra.

Uma boa foto do autor também ajuda. Fotos tiradas de celular com aqueles fundos caseiros estão terminantemente proibidos. Se o desejo é optar por uma imagem mais jovial do autor, o ideal é que a foto seja tirada e preparada por um bom fotógrafo. Afinal, a imagem do autor também ajuda na composição da arte de uma boa capa.

O PROJETO DE UMA BOA CAPA DEVE INCLUIR

O PROJETO DE UMA BOA CAPA DEVE INCLUIR

O que não pode faltar na publicação de um livro é o investimento na redação de um eficiente texto de marketing, que venda a obra e o autor. Uma boa capa é a soma de um bom título, de uma boa imagem frontal e de bons textos de contracapa e orelhas, sinopses, sobre a obra e o sobre autor.

Entre os itens principais, nós temos:

    • Composição da arte e desenvolvimento do projeto gráfico da CAPA.
    • No caso principalmente dos livros em versão impressa, uma boa capa inclui um texto de marketing sobre o tema do livro e também sobre o autor [com foto opcional].
    • Inclusão do CÓDIGO DE BARRAS no livro para a facilitar a comercialização da obra em diversos pontos de venda [supermercados, livrarias, bancas de jornal, revistarias, etc.].
    • REDAÇÃO de texto promocional para o livro [título, subtítulo, texto da capa, texto da contracapa, texto da orelha, etc.].
    • Projeto e DESIGN gráfico. Conceituação do projeto gráfico e editorial do livro [capa, quarta capa, sobrecapa, guardas, acabamento, seleção de papéis etc.].

UMA CAPA PARA TODAS AS MÍDIASUMA CAPA PARA TODAS AS MÍDIAS

A capa de um livro digital, por exemplo, apresenta desafios diferentes se comparadas às suas versões para a impressão. A maioria das capas para eBooks são geralmente menores, pequenas, em formato miniatura para adequar-se às telas dos aplicativos de leitura. Os tamanhos reduzidos dessas miniaturas trazem novos desafios para o design da capa de um livro.

O título do livro, tanto quanto o próprio nome do autor, dentro da arte da capa, também têm de ter legibilidade, independente das informações e dados que geralmente acompanham o cadastro de um livro. O título do livro deve ser, nesse sentido, pensado para ser visível não somente para a versão impressa, que guarda mais espaço no campo de visão de um leitor, mas também no caso em que a capa do livro é disponibilizada para Blogs, redes sociais, livrarias online, etc.

 

Ednei ProcópioEdnei Procópio é empresário e um dos maiores especialistas em livros digitais do país, pioneiro na área desde 1998. Como editor e sócio-fundador de selos editoriais, atua na publicação, comercialização e divulgação de centenas de títulos em versões impressas sob demanda e digitais através da LIVRUS Editorial. Publicou Construindo uma biblioteca digital [2005], O livro na era digital [2010] e em 2013, Procópio lançou seu terceiro livro A Revolução dos eBooks [pela editora do Senai] indicado ao Prêmio Jabuti 2014.

Mais de mil advogados já utilizam biblioteca digital no PI


Tendo que atender pessoalmente clientes, buscar fóruns, secretarias, protocolar documentos, nem sempre sobra tempo para o profissional da advocacia se debruçar ou mesmo buscar em acervos de bibliotecas materiais para seus estudos e profissionalização. Tão necessário quanto o trabalho diário, é o aperfeiçoamento e atualização do profissional.

Pensando nisso, a Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Piauí, firmou parceria com a Editora Fórum, disponibilizando aos advogados adimplentes um Biblioteca Digital com mais de 150 exemplares jurídicos, que podem ser acessados de qualquer lugar ou hora. Em menos de três meses, 1.038 advogados já realizaram o cadastro e utilizaram o material disponível.

A tecnologia nos permite manter as publicações sempre atualizadas, o que garante uma maior confiança e eficácia no conteúdo disponível”, garantiu o presidente da Editora, Luís Cláudio. Para acessar os exemplares, os advogados deverão solicitar o acesso, por meio de um cadastro na página da biblioteca, informando dados pessoais e número de inscrição na Ordem.

Atualmente, um sistema online é utilizado pelos estudantes que frequentam a biblioteca física da OAB-PI. No entanto, por meio da parceria, mais de 150 volumes, entre livros de processo civil, penal, direito público e empresarial, podem ser acessos até mesmo do escritório do advogado inscrito na Ordem.

A parceria amplia o que já oferecemos aos que frequentam a biblioteca da Ordem. O nosso objetivo é permitir que os profissionais tenham acesso de forma prática e dinâmica a estas publicações. Conhecemos a necessidade desta ferramenta na rotina dos advogados e o conceito prestado pela Editora no país”, defendeu Willian Guimarães, presidente da OAB-PI.

A Biblioteca Digital é composta por séries com obras publicadas pela Editora Fórum nas diversas áreas do Direito e possui todos os benefícios da plataforma, como leitura simultânea, busca integrada e permanência por tempo indeterminado do conteúdo adquirido.

OAB/PI | 26/05/2015