O fenômeno da autopublicação


Autora autopublicada vende direitos de seu livro à Hachette em negócio que alcançou a casa dos sete dígitos

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Meredith Wild é um dos fenômenos da autopublicação. Ela conseguiu vender mais de 1,2 milhão de e-books e outros 200 mil livros impressos da sua série Hacker, cujos direitos foram vendidos no Brasil para a Nova Fronteira [Ediouro]. Nos EUA, os direitos da série acabam de ser vendidos para a Hachette em um negócio que alcançou a casa dos sete dígitos. Além dos quatro títulos já autopublicados, a Hachette comprou um quinto título ainda inédito. “O negócio foi um dos maiores do mercado de autores autopublicados dos últimos tempos”, observa Meire Dias, sócia da Bookcase, agência que representa a autora no Brasil. Além da venda para a Nova Fronteira, a Bookcase vendeu a série para França, Alemanha, Turquia, Hungria e Croácia. Por aqui, a Nova Fronteira prevê o lançamento da série para o próximo mês. Na série, a recém-formada e empreendedora virtual Erica Hathaway se deixa ser controlada pelo bilionário Blake Landon. Qualquer semelhança com 50 tons de cinza pode ser mera coincidência.

Por Leonardo Neto | PublishNews | 08/04/2015

Anúncios

Um pensamento sobre “O fenômeno da autopublicação

  1. Pingback: O fenômeno da autopublicaçã...

Os comentários estão desativados.