Alunos da Paraíba terão livros digitais nas escolas


As escolas das redes estadual, municipal e federal recebem, desde outubro de 2014 até fevereiro de 2015, os livros didáticos. A novidade para este ano é que os alunos do ensino médio também terão acesso ao livro digital. Cada um vai receber uma senha para conectar-se a conteúdos interativos pela internet que contemplam todas as disciplinas. A versão digital deve vir acompanhada do livro impresso, ter o mesmo conteúdo e incluir conteúdos educacionais digitais como vídeos, animações, simuladores, imagens e jogos para auxiliar na aprendizagem.

De acordo com o secretário de Estado da Educação, Aléssio Trindade, atualmente já são distribuídos mais de dois milhões de livros de papel, com os alunos da rede estadual e, a partir de agora, o atendimento vai avançar, no sentido de atender aos estudantes com o uso das novas tecnologias, permitindo maior acessibilidade a partir da utilização do livro digital.

Alunos de todas as séries, incluindo da Educação de Jovens e Adultos [EJA], receberão aproximadamente 2,3 milhões de livros, sendo 13 volumes para cada estudante do ensino médio, dois para o 1º ano, cinco para o 2º ano e seis para as outras séries [3º ao 9º ano do ensino fundamental].

Os livros são enviados pelo Ministério da Educação, por meio do Programa Nacional do Livro Didático [PNLD/FNDE], beneficiando 5.230 escolas na Paraíba. A Secretaria de Estado da Educação [SEE] monitora o programa, no sentido de assegurar a distribuição pelas escolas e manutenção de reserva técnica para atender a eventuais faltas de livros para as unidades de ensino e turmas que ainda não constam no Censo Escolar.

Todos os livros, antes de serem entregues, passam por uma criteriosa avaliação técnica e pedagógica, feita por uma comissão formada por professores de várias universidades, para que não haja conceitos errados ou posicionamentos tendenciosos em relação à religião, estereótipos e outros temas polêmicos. Os livros são distribuídos pelos Correios e vão diretamente para as escolas.

http://www.paraiba.com.br | 23/01/201