Amazon lança leitor portátil para pagamentos com cartões


Serviço poderá ser usado em tablets, smartphones e Kindle

 

Briga: o Local Register vai concorrer com Square, PayPal e GoPayment | Uncredited / AP

Briga: o Local Register vai concorrer com Square, PayPal e GoPayment | Uncredited / AP

NOVA YORK | De olho no setor de dispositivos móveis de pagamento, a Amazon anunciou nesta quarta-feira o lançamento do Amazon Local Register, um processador de cartões de crédito e débito e um aplicativo móvel desenhados para ajudar pequenas empresas e profissionais de serviços diversos a aceitarem pagamento mediante smartphones e tablets. A iniciativa coloca a gigante do varejo on-line em concorrência direta com a Square e outros sistemas de processamento móvel de pagamento, como o PayPal Here e GoPayment, do Intuit.

A tecnologia da Amazon inclui um leitor de cartão que é aclopado a smartphone, Kindle ou tablet. O dispositivo processa pagamentos de cartões de crédito e débito por meio de rede segura da Amazon, a mesma que processa as compras na Amazon.com. O serviço é desenhado para servir donos de pequenos negócios ou serviços que de outra forma aceitariam receber apenas dinheiro ou cheque. São profissionais como terapeutas e massagistas, entre outros.

Para que esses pequenos negócios e serviços comecem a usar o Local Register é preciso criar uma conta no endereço do serviço. É preciso ainda adquirir o leitor de cartões da Amazon por US$ 10, e fazer o download gratuito do aplicativo diretamente da Amazon app store, da Apple app store ou do Google Play. O aplicativo funciona com a maioria dos smartphones e tablets, inclusive o Kindle Fire.

GUERRA DE PREÇOS

Para concorrer com os rivais do setor de pagamento móvel, a Amazon recorrerá à sua estratégia característica: o preço. Para clientes que se inscreverem para o receber o serviço até 31 de outubro, a Amazon vai cobrar como taxa 1,75% de cada pagamento processado, ou cada “swipe” do cartão. Trata-se de uma taxa especial que vai durar até 1º de janeiro de 2016. Para pessoas que se inscreverem após 31 de outubro, a Amazon cobrará uma taxa de 2,5% por cada pagamento processado.

Os primeiros US$ 10 em taxas cobradas serão devolvidos ao cliente, essencialmente apagando o custo do leitor de cartões.

Esses valores estão bem abaixo das taxas da concorrência. A Square cobra 2,75% por cada transação; e a PayPal Here, 2,7%. As taxas cobradas pela GoPayment começam a 1,75%, se os usuários tiverem um plano mensal de US$ 19,95; ou 2,4%, se não tiverem um plano mensal.

— Alguns empresários disseram que a única coisa que os fariam mudar de sistema seria a economia de custos — disse Matt Swann, vice-presidente de Comércio Local da Amazon.

Publicado originalmente em O Globo | 13/08/2014, às 22:39

Anúncios