Tecnologia “Spritz” permite que usuários leiam até cinco vezes mais rápido


Spritz

Spritz

O processo de identificar a junção de letras que formam uma palavra com sentido completo é conhecido como leitura. Parece uma conclusão óbvia, mas um grupo de cientistas na Universidade Técnica de Munique, na Alemanha, decidiu estudar esses fundamentos básicos. O resultado foi o desenvolvimento de uma tecnologia que permite aos usuários de dispositivos móveis ler textos inteiros até cinco vezes mais rápido: trata-se do Spritz.

Seguindo o método de leitura tradicional, o cérebro humano identifica um ponto central dentro de uma palavra e a interpreta por inteiro, sem precisar seguir letra por letra. O que fazemos normalmente é acompanhar uma palavra após a outra, mantendo nosso objeto de leitura parado enquanto movemos os olhos pela página ou pela tela.

A proposta do Spritz é recuperar o tempo perdido com esse movimento, mantendo o olho do leitor fixo em apenas um ponto da tela, enquanto as palavras vão sendo mostradas uma de cada vez. A tecnologia – disponível até este momento apenas para desenvolvedores em sistema operacional iOS, da Apple – permite que os usuários leiam de 100 até mil palavras por minuto. A patente já é utilizada em apps como o “ReadMe!” e o “The Old Reader”. Experimente.

Segundo Krystina Puleo, porta-voz oficial do Spritz, é preciso deixar claro que a ferramenta não é um aplicativo. “Na realidade, não se trata de um app, como muitos veículos informam, mas uma tecnologia integrada a dispositivos móveis, portáteis, websites e mesmo aplicativos“, afirma.

Krystina garante que ler mais rápido não prejudica a compreensão de um texto. “Melhorando a exibição das palavras para o olho, nós podemos diminuir o tempo de leitura, po que o globo ocular não precisa perder tempo procurando pelo que chamamos de ‘Ponte de Reconhecimento Ideal’. Com o Spritz, as palavras podem ser focadas por mais tempo, o que leva a uma compreensão bem maior do texto.

A porta-voz ratifica que veículos de mídia têm muito a ganhar integrando essa tecnologia a seus aplicativos móveis. Ela diz que com o Spritz usuários podem navegar por portais de conteúdo em seus smartphones ou tablets e consumir toda a informação disponível em bem menos tempo. “Tudo o que pode ser lido, pode ser ‘spritzado’. […] Esperamos que, em breve, bilhões de leitores ao redor do mundo estarão usando essa ferramenta como uma maneira de ter informação sem esforços“, finaliza.

Portal Imprensa | 03/07/2014