eBook com pintura de mulher nua na capa é recusado pelo site da Amazon


A empresa de comércio eletrônico Amazon recusou a publicação de um e-book cuja capa é ilustrada com a pintura de uma mulher nua.

Do artista franco-espanhol David Uzal, 44, o livro “Princesa Lara o la Biografía Anticipada de Quien Llevó el Sexo Dicho Débil a la Cumbre del Poder” [Princesa Lara ou a biografia antecipada de quem levou o sexo dito fraco ao ponto alto do poder] seria publicado pela plataforma Kindle Direct Publishing.

Uzal escolheu uma pintura feita por ele mesmo para a capa. A Amazon informou ao autor por e-mail que a capa violava as políticas de conteúdo da empresa e pediu que ele escolhesse nova imagem. Uzal recusou-se. Recebeu novo alerta com o mesmo pedido, que novamente recusou.

Não é possível que um quadro assim não seja aceito. Desse jeito, até Picasso seria censurado“, diz Uzal, que mora no Rio há 17 anos.

A obra fala de diferença de gêneros, pela história de uma mulher que faz revolução.

De acordo com as diretrizes de conteúdo expressas no site da Amazon, a empresa não aceita “pornografia ou representações ofensivas de atos sexuais gráficos” e “conteúdo ofensivo“.

O que consideramos ofensivo é aquilo que provavelmente você também pense que possa ser“, diz a política da empresa. A Amazon também recusa “livros cujo conteúdo ofereça ao cliente uma experiência de baixa qualidade“. Cita como exemplo “título, capa ou descrição do produto enganosos” e “livros mal formatados“.

A empresa informou, por meio de sua assessoria, que não iria comentar o caso.

Por Juliana Gragnani | Publicado originalmente e clipado à partir de Folha de S. Paulo | 03/05/2013

Anúncios