Observatório da Língua Portuguesa lança biblioteca digital para a cidadania


O OLP – Observatório da Língua Portuguesa, em parceria com a AVL – Associação para o Voluntariado de Leitura está a criar uma Biblioteca de Livros Digitais [BLD] com obras dirigidas a crianças e jovens, centradas em temas de cidadania. O projeto integra-se no programa “Cidadania Activa”, cujo “objectivo primordial é o fortalecimento da sociedade civil portuguesa e o progresso da justiça social, da defesa dos valores democráticos e do desenvolvimento sustentável”, informou o OLP em comunicado.

A Biblioteca de Livros Digitais para a Cidadania e Interculturalidade [BLD], que será colocada numa plataforma do sítio de internet da OLP, potenciará também a projecção da Língua Portuguesa como veículo de ensino e aprendizagem, transmissora de valores humanísticos, ampliará mais facilmente a rede nacional de voluntariado para a promoção da leitura e facilitará e estimulará o trabalho dos voluntários de leitura, indica o OLP.

Na fase de arranque, a biblioteca será constituída por 15 volumes, destinados aos estudantes do ensino básico e secundário e potenciará a inclusão de crianças em risco. “Os livros digitais a produzir abordarão o valor da democracia e da participação cívica, a defesa dos direitos das minorias e da igualdade de género, o combate contra discriminações e desigualdades sociais, o racismo, a xenofobia, a linguagem de ódio, induzindo a compreensão intercultural, a interiorização de valores de tolerância e o respeito mútuo, a partir do conhecimento e reflexão sobre diversas realidades culturais“, explica o comunicado.

Complementarmente, serão elaborados vídeos com sugestões de abordagem pedagógica e de atividades relacionadas com os livros publicados, de forma a dinamizar a sua utilização pelos docentes, voluntários de leitura e pelas famílias.

Este projecto é financiado pela Noruega, Lichenstein e Islândia, no âmbito dos fundos do Mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europeu, destinados às Organizações Não-Governamentais [ONG], sendo a Fundação Calouste Gulbenkian a entidade gestora que lançou o concurso para o programa dirigido às ONG.

O OLP- Observatório da Língua Portuguesa, como promotor e a AVL – Associação para o Voluntariado da Leitura, como parceiro, consideraram que o Programa abria novas perspetivas nas atividades das duas organizações e decidiram concorrer com a apresentação do projeto “Biblioteca de Livros Digitais para a Cidadania e Interculturalidade”.

O processo de candidatura decorreu em duas fases de selecção, tendo a decisão final determinado a sua aprovação e financiamento para uma execução ao longo de 2014 e 2015. A responsabilidade dessa execução cabe ao OLP, presidido por Eugénio Anacoreta Correia, e à AVL, presidida por Isabel Alçada, sendo coordenadora do projecto Maria Eduarda Boal, também membro do OLP.

Portugal Digital | 29/03/14

Anúncios