Apple perde tentativa de bloquear monitor antitruste de eBooks


A Apple perdeu nesta segunda-feira sua mais recente tentativa de colocar em espera um monitor indicado pelo tribunal antitruste, depois que um tribunal federal de apelações rejeitou o argumento de que seu trabalho estava causando danos irreparáveis à empresa.

Em uma breve ordem, o Segundo Circuito Norte-Americano do Tribunal de Apelações de Nova York disse que o monitor Michael Bromwich pode continuar a analisar as políticas de compliance antitruste da Apple, enquanto a empresa busca um apelo mais amplo visando removê-lo por completo.

A juíza distrital Denise Cote instalou Bromwich em outubro, três meses depois que ela concluiu que a Apple era responsável por conspirar com cinco editoras para aumentar os preços de e-books.

Desde então, a Apple tem travado uma batalha perdida para colocar Bromwich no gelo, reclamando que ele tem buscado agressiva e indevidamente entrevistas com os principais executivos e possui amplo acesso aos documentos da empresa para além do âmbito das suas funções.

Com o entendimento de que “o monitor irá realizar suas atividades dentro dos limites” dos seus deveres, o tribunal de apelações disse que iria negar o pedido da Apple.

A Apple não respondeu imediatamente aos pedidos de comentários. O Departamento de Justiça disse que não tinha comentários imediatos.

Por Nate Raymond and Joseph Ax | NOVA YORK, 10 Fev | Reuters | Segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014, às 20:26

Microsoft planeja app “Xbox Reading” para o Windows 8


A Microsoft está investindo cada vez mais em sua divisão de entretenimento, que além dos consoles, já conta com o Xbox Video e o Xbox Music, que também estão disponíveis para Windows 8. Ao que tudo indica, o próximo passo da empresa é desenvolver um aplicativo para leitura de livros.

O rumor da criação do “Xbox Reading” vem de um anúncio de vagas de trabalho na Microsoft, que procura um designer para construir um “aplicativo de leitura interativa no Windows, incorporando livros, revistas e quadrinhos”. O novo contratado se uniria à mesma equipe responsável pela criação do Xbox Music e Video.

Vale lembrar que o Windows 8 já possui um aplicativo de leitura, chamado Reader. Caso a expectativa se confirme, o app deve ser completamente redesenhado e modernizado, além de ganhar a marca Xbox, que designa os produtos de entretenimento da Microsoft.

O app atual suporta formatos como PDF, XPS e TIFF, ou seja, ele não é muito diferente de um Adobe Reader. Com o redesenho, quem sabe, a empresa pode passar a comercializar livros digitalmente para leitura em tablets ou até mesmo em smartphones.

Não se sabe, no entanto, se o aplicativo ganharia versões para o Xbox 360 e o One, por questões de usabilidade, mas é possível que sim, para manter a coerência da marca. Tanto o Xbox Music quanto o Video possuem suas versões para console.

Além disso, a equipe de desenvolvimento do Office também estaria criando um “Office Reader” para o Windows 8, que possibilitaria o consumo de diferentes tipos de conteúdo. São focos diferentes, e times diferentes. Nenhum dos dois foi anunciado oficialmente, mas o Office Reader já tem seu lançamento esperado para este ano, segundo o site The Verge.

Olhar Digital | 10/02/14