Curso aborda marketing em redes sociais


Universidade do Livro“Marketing em redes sociais para editoras” é o tema do curso que a Universidade do Livro [Praça da Sé, 108, Centro, São Paulo] promoverá nos dias 29 e 30 de outubro, das 18h às 21h30. O curso busca apresentar esse novo tipo de marketing e como ele pode se tornar ferramenta fundamental para as editoras. Serão abordados temas como introdução ao Marketing Social para as editoras; conhecendo as redes sociais e porque utilizá-las; estratégias e planejamento de marketing para as redes sociais; trabalhando com blogueiros, ferramentas e dicas para utilizar nas redes sociais, entre outras abordagens. As aulas serão ministradas por Sibeli Bergman Masotti, co-fundadora da Capítulo Sete, empresa especializada em serviços digitais para editoras.

PublishNews | 01/10/2013

Apple e Amazon ganham nova concorrente na Austrália


Big W inaugura livraria online com 300 mil títulos

Em julho, o site americano de e-commerce Overstock travou uma guerra de preços com a Amazon, declarando que ia bater sistematicamente os preços da varejista de Seattle. No Japão, o CEO da Rakuten, Hiroshi Mikitani, nem esconde a missão da empresa de derrubar a Amazon por lá. Agora, a australiana Big W está chamando atenção por visar gigantes do varejo como Amazon e iTunes. A Big W inaugurou sua livraria online, querendo oferecer “um pouco de concorrência ‘da casa’ para Amazon, iTunes e similares”.  Com uma derrota judicial da Apple nos Estados Unidos, novos empreendimentos digitais na Europa e concorrentes ao redor do mundo, seria o começo do fim do oligopólio digital?

Por Iona Teixeira Stevens | PublishNews | 01/10/2013

Global eBook Report: Novas tendências do mercado digital mundial


Foi lançado hoje o Global eBook Report, relatório compilado pelo consultor austríaco Rüdiger Wischenbart, que reúne dados e tendências do livro digital no mundo inteiro. “O Global eBook report é um dos relatórios mais completos sobre o status do mercado de livros eletrônicos no mundo. Além do capítulo do Brasil, há dados estatísticos completos e atualizados não apenas de grandes mercados, como EUA e Inglaterra, mas também de países como Hungria, Índia, China e Suécia. Ou seja, é uma ótima maneira de se ter uma visão panorâmica dos e-books no mundo,” comenta Carlo Carrenho do PublishNews.

Não é novidade que o livro digital veio para ficar. Uma das inquietações dos profissionais da indústria, porém, era a diminuição da receita das editoras por causa do livro digital, pois ao substituir parte do livro impresso por livros digitais mais baratos, a tendência do lucro seria cair. Wischenbart destacou porém que, pela primeira vez, as receitas da venda de e-books compensou o declínio geral das vendas de livros impressos no Reino Unido.

Além disso, o relatório mostra que, após o boom inicial, o mercado digital está entrando em uma nova fase nos EUA e Europa. Wischenbart explica que hoje “vemos novos empreendimentos, startups e plataformas lançadas por consórcios, como é o caso da Telefonica e Planeta/Circulo na Espanha, ou do Tolino na Alemanha, o que mostra que essa nova fase de transformação digital agrega valor à cadeia inteira, não se trata apenas de novos formatos de livros”. Mas, segundo o consultor, o mercado ainda é marcado por grandes conflitos entre alguns players mundiais – em particular Amazon e Apple – e iniciativas locais.

No caso brasileiro, o relatório ressalta as ações do governo liderando o caminho da transição para o digital, que Wischenbart compara a ações similares na Índia e Coreia.

Leitura essencial para profissionais do mercado, o relatório pode ser baixado no site http://www.global-ebook.com/

Por Iona Teixeira Stevens | PublishNews | 01/10/2013