Direto autoral nos EUA


Random HouseA Random House, a maior editora dos Estados Unidos, recuou nas negociações de seus contratos com escritores em quatro selos digitais recém-criados, numa decisão que pode influenciar negociações futuras no mercado editorial. A editora sofreu pressão de agentes literários e de uma associação de autores agrupados em gêneros como horror e ficção científica. Os novos selos digitais Alibi, Flirt, Hydra e Loveswept não vão mais cobrar do autor uma porcentagem do custo de produção e marketing dos livros eletrônicos. Outra concessão feita pela Handom House dis respeito ao que se chamavam de copyright infinito. Se um livro eletrônico vender menos de 300 cópias em 12 meses, o autor tem o direito de recuperar o copyright de sua obra.

O Estado de S.Paulo | Caderno Sábatico | 16/03/2013