eReaders devem vender cada vez menos


Estudo mostra redução de 36% na comparação com o ano passado; enquanto isso, tablets só crescem

e-readersSÃO PAULO | Enquanto os e-readers começam a chegar ao mercado brasileiro, nos EUA eles parecem estar em forte declínio. É o que sugere um estudo que mostra uma queda de 36% nas vendas desse tipo de aparelho nos EUA.

No final de 2012, encomendas de e-readers nos EUA devem atingir 14,9 milhões. No mesmo período o ano passado, o número foi de 23,2 milhões. O levantamento foi feito pela empresa de pesquisa americana IHS iSuppli.

A previsão é de que o aparelho perca ainda mais terreno nos próximos anos, caindo para 10,9 milhões ano que vem e 7,1 milhões em 2016.

A culpa é principalmente dos tablets, que, além de cumprir o papel do e-reader, oferecem uma série de outros recursos. Nos EUA, os tablets são muito mais acessíveis, com modelos de qualidade custando cerca de R$ 400. Em 2012, estima-se que serão vendidos 120 milhões de tablets nos Estados Unidos [e 340 milhões em 2016].

De acordo com Jordan Selburn, analista do IHS, a rápida ascensão e queda do e-reader é “inédito”, mesmo na área de eletrônicos.

E-readers perdem espaço para os tablets e smartphones

E-readers perdem espaço para os tablets e smartphones

Publicado originalmente em Link | 17 de dezembro de 2012, às 11h05 | As informações são do Smart Planet.

2 pensamentos sobre “eReaders devem vender cada vez menos

  1. Concordo contigo Allan. Os tablets causam uma demanda de conteúdo que exigem mais: vídeos em HD requerem mais espaço, jogos em HD que requerem cada vez mais processamento, melhores câmeras, etc… isso incentiva a troca de aparelho. Mas um simples e-book no formato ePub com 500 KB, o que vai exigir a mais? E, lá nos EUA, também já deve ter uma grande base instalada, acho que só trocam de aparelho quando quebra, ou para os que fazem muita questão de um aparelho com touch. Eu não faço questão e até não prefiro no momento, pois acho que touch para livros pode atrapalhar no sentido de trocar de página ou acessar alguma outra função sem querer.

Os comentários estão desativados.