Kobo chega a Portugal


Se o mercado editorial digital fosse o jogo “War”, a Kobo e a Amazon estariam disputando a liderança [e a Barnes&Noble estaria começando a conquistar novos territórios]. Dentro dos Estados Unidos, a Amazon abocanhou, segundo a empresa, cerca de 22% do mercado de tablets nacional graças ao Kindle Fire, enquanto que a Kobo emplacou um super acordo com as livrarias independentes. No resto do mundo, a Amazon aterrisou na Índia, que possui um mercado interno gigantesco, enquanto que a Kobo fechou acordo com as livrarias do Reino Unido, chegou antes no Brasil e, agora, em Portugal.

A canadense anunciou ontem uma parceria com a FNAC Portugal, que irá vender o catálogo de 3 milhões de títulos de e-books, além do e-reader Kobo touch, que será vendido por €99,90. A diretora da FNAC portuguesa Cláudia Almeida e Silva afirmou em nota a aposta da empresa no crescimento do número de e-books em língua portuguesa:“A língua portuguesa é herança comum de 4% dos 7 milhões de habitantes no mundo, em cinco continentes. Sentimos que a chegada do e-book no mercado português é uma prioridade para a FNAC, dado seu potencial de crescimento.”

Por Iona Teixeira Stevens | PublishNews | 25/09/2012

Barnes & Noble lançará serviço de vídeos para Nook


A Barnes & Noble, principal rede de livrarias dos EUA, está lançando um serviço de streaming de video e de downloads para o tablet Nook, acirrando a disputa por mercado com a Amazon, criadora do concorrente Kindle.

O tablet Nook, da Barnes & Nooble, que terá serviço de streaming de vídeos e filmes para concorrer com o Kindle

O tablet Nook, da Barnes & Nooble, que terá serviço de streaming de vídeos e filmes para concorrer com o Kindle | Photo Shannon Stapleton, Reuters

A empresa afirmou nesta terça-feira [25] que o serviço de vídeo para o Nook vai permitir que consumidores comprem filmes e programas de televisão de Time Warner, HBO, Viacom, Sony Pictures e Walt Disney Studios. Devem ser anunciadas parcerias com outros estúdios em breve, disse a companhia.

A Barnes & Noble enfrenta intensa competição com a Amazon, que oferece o serviço de compra de vídeos “Prime Instant Video” para o Kindle. Além disso, a Amazon também possui um serviço de assinatura conectado ao Prime, que oferece compra de conteúdo livre por dois dias e custa US$ 79 por ano nos EUA.

O serviço de vídeo para o Nook será lançado no outono nos Estados Unidos e no Reino Unido – onde a Barnes & Noble vai começar a vender o Nook, a tempo de aproveitar as vendas de Natal.

DA REUTERS | Clipado da Folha de S.Paulo | 25/09/2012, às 15h31