Cultura terá e-reader próprio


A Livraria Cultura lançará um e-reader com sua própria marca, mediante acordo com a Kobo, fabricante com sede no Canadá e pertencente à japonesa Rakuten. A parceria foi anunciada hoje e o equipamento estará disponível em outubro ou novembro. Não foram divulgados detalhes do aparelho.

Além do equipamento, que só será comercializado no Brasil com a assinatura da Livraria Cultura, a parceria prevê o incremento do nosso acervo de e-books. Juntos, Livraria Cultura e Kobo disponibilizarão cerca de 3 milhões de títulos, dos quais mais de 15 mil estarão em português”, declarou Sérgio Herz, CEO da Livraria Cultura.

O e-reader será comercializado nas lojas físicas e também pelo site da Livraria Cultura. Já os e-books poderão ser adquiridos via download no próprio e-reader, no site ou numa das 14 lojas da livraria no Brasil.

De acordo com Herz, a parceria é complementar. “Manteremos nossos valores corporativos e nosso DNA de disseminadores culturais nesse projeto”, diz. Um dos grandes diferenciais do Kobo Livraria Cultura é o fato de a plataforma utilizada não ser amarrada.” Isso quer dizer que os e-books são distribuídos em padrões abertos, ou seja, não estão presos aos dispositivos e apps (há para iOS, Android e BlackBerry) da Kobo.

Publicado originalmente no site de Ethevaldo Siqueira | 14/09/2012