Barnes & Noble venderá leitor digital Nook no Reino Unido


O leitor eletrônico Nook, da Barnes & Noble

O leitor eletrônico Nook, da Barnes & Noble

A Barnes & Noble disse nesta segunda-feira [20] que levará seu leitor digital Nook para o Reino Unido nos próximos meses, a sua primeira expansão internacional.

A companhia começará a vender seu Nook Simple Touch por meio de alguns varejistas britânicos em outubro. A companhia disse que indicará o nome das redes que venderão os produtos em breve.

Também será lançada uma loja on-line exclusiva para o Nook no país.

O Nook tem sido um produto popular nos EUA, ajudando a Barnes & Noble a mitigar a queda nas livrarias físicas.

A varejista disse ter conquistado 27% do mercado de leitores eletrônicos nos Estados Unidos, mas também tem cortado os preços do Nook na tentativa de concorrer com o leitor digital Kindle e o tablet Kindle Fire, ambos da Amazon.

DA REUTERS | Folha de S.Paulo | 20/08/2012 – 16h18

Lista dos eBooks mais vendidos nos EUA


A Digital Books World, newsletter especializada em livros eletrônicos dos EUA, divulgou várias listas de mais vendidos do setor naquele país. A DGB , associada com a Iobyte Solutions, preparou uma lista geral dos vinte e cinco mais vendidos e quatro listas segmentadas pelo preço.

A curiosidade a ser notada é que, dos vinte e cinco títulos mais vendidos, 21 foram publicados pelas “seis irmãs”, as maiores do setor, e praticamente a metade [12 títulos] foram publicados por editoras que aplicam o modelo de agenciamento, e com preços acima de US$ 10,00 [US 12,00 é o mais comum], e apenas quatro estão no segmento de preço mais baixo [de Us$ 0,00 a 2,99].

Outro detalhe significativo é que apenas dois títulos foram publicados por editoras fora do grupo das seis maiores editoras americanas [Random House, Penguin, Macmillan, Simon & Schuster, Hachette, HarperCollins]. A Scholastic – que não está entre as seis, mas é uma grande editora [publicou o Harry Potter nos EUA] emplacou dois títulos, e a Soho Press, essa sim, independente, um título.

Ao observar as listas divididas por categorias de preço, verifica-se que apenas no segmento de preço de US$ 3. a US$ 7,99 é que começam a aparecer as independentes, com três posições. E somente no segmento mais barato [de US$ 0,0 a Us$ 3] aparecem dois autores autopublicados, Sidney Landon e Lynda Chance. Esses dois, pelo título dos romances, aparentemente produzem “romance novels”, um segmento diferenciado nos EUA, por aqui representado pelos livros de banca tipo “Sabrina”. Etc.

Por Felipe Lindoso | Publicado originalmente em O Xis do Problema | 20 de agosto de 2012