Saiba como criar uma revista on-line multimídia


Se você quer compartilhar informações com outras pessoas de uma maneira mais estruturada e atraente considere o uso do site TheMeefy. Por meio dele é possível criar uma revista on-line com conteúdo formado por informações que estão em outras páginas da web ou com conteúdo próprio.

Para usar o serviço é necessário se cadastrar gratuitamente.

O site permite adicionar fotos e textos pessoais ao conteúdo da revista. Mas permite também adicionar o conteúdo já disponível na web de forma a tornar o conteúdo mais profundo ou amplo. Da mesma forma, conteúdo de redes sociais como twitter e facebook podem se trazidos para a revista.

Depois de se conectar ao site crie um novo tema, ou seja uma nova revista. Informe o nome e uma descrição da revista.

A partir desse instante você pode pesquisar e adicionar conteúdo da web à revista. O site se encarrega de fazer a menção da fonte da informação e cria um índice no final da revista com todas as referências.

Na parte esquerda da janela se encontram pequenos ícones das principais redes sociais. Selecione um deles e digite as palavras que deseja pesquistar. Na lista que for exibida, selecione um link para ver o conteúdo no centro da página.

Programa themefy, que ajuda você criar sua própria revista on-line

Se o assunto interessar clique em “Add to Book”.

Para ver a aparência da página da revista clique no ícone do olho na parte direita da tela.

Para alterar o conteúdo de uma página você deve clicar no item Edit & Customize. Voce poderá alterar a ordem das páginas clicando no item Reorder.

Ao final da montagem você deve clicar no item 3, “Themeefy”, para fazer a publicação. Na página que se abre é possível compartilhar a publicação nas redes sociais, obter um código html para embutir num blog ou o link final da revista para ser enviado por e-mail.

No site você poderá ver diversas revistas feitas com os recursos oferecidos.

Veja um exemplo que fiz em 15 minutos para testar o serviço.

POR José Antonio Ramalho | Coluna ATALHO | Folha.com | 01/02/2012 – 16h38

Lucro da Amazon cai em 2011


EUA | A Amazon informou que sua receita líquida em 2011 subiu 41% para US$ 48,08 bilhões em relação a 2010. Já o lucro da varejista americana caiu 45% no ano, para US$ 631 milhões, contra US$ 1,15 bilhão no período anterior. Apenas no quarto trimestre do ano, o lucro da empresa caiu 57%, mesmo com as receitas tendo crescimento de 35% entre os meses de outubro e dezembro. De acordo com reportagem do jornal Valor Econômico, a queda nos ganhos é associada ao forte aumento nas vendas do tablet Kindle Fire, cuja produção representou um custo operacional alto. As vendas de todos os produtos Kindle cresceram 177% nas últimas nove semanas de 2011 – período de compras do fim do ano – em relação a igual período do ano anterior. Para o primeiro trimestre de 2012, a companhia projeta receita líquida entre US$ 12 bilhões e US$ 13,4 bilhões, o que representará crescimento de 22% a 34%. A companhia também estima prejuízo operacional entre US$ 100 milhões e US$ 200 milhões.

PublishNews | 01/02/2012

Enquete mostra como público usa e-readers


França | O jornalista Hubert Guillaud do jornal Le Monde fez em seu blog uma enquete para mostrar como os franceses utilizam os leitores eletrônicos. A pesquisa revelou que 60% das 518 pessoas que responderam as perguntas são usuárias assíduas de e-readers, ao declarar que têm um dispositivo de leitura há pelo menos seis meses e há até dois anos, e que o acessam muitas vezes ao dia ou todos os dias.

Quanto aos aparelhos preferidos dos franceses: 30,4 % disseram utilizar os leitores eletrônicos da Sony, 28,1% da Amazon e 16,3 % da Bookeen. Apenas 5% indicaram que possuem mais de um aparelho e 2% se enganaram na enquete, pois possuem um tablet, e não um e-reader. Eles responderam que a mobilidade, o conforto e a capacidade de memória são os elementos principais na escolha dos aparelhos.

Outro dado interessante mostra que 73% dos participantes disseram que possuem conteúdos em outras línguas que não o francês. Enquanto 70% dos usuários indicaram que não empregam os e-readers para navegar na internet, a grande maioria, 93%, informou usar essa função nunca ou raramente.

De acordo com as respostas, a maioria dos usuários franceses de e-readers baixa conteúdo gratuitamente na internet. Somente 5% responderam que compraram de 90 a 100% dos conteúdos presentes em seus leitores eletrônicos.

Segundo Guillaud, o sentimento geral presente na enquete mostra que os usuários de e-readers também leem livros físicos e que não percebem diferenças notáveis entre os dois tipos de leitura. Entretanto, a fluidez de leitura dos aparelhos não é satisfatória, sendo este o ponto negativo apontado pelos internautas.

Por Flávia Leal | PublishNews | 01/02/2012

Novo site sobre literatura na web


O site Musa Rara foi criado como um espaço na internet destinado à seleção de conteúdos literários. O endereço eletrônico conta com mais de 30 colunistas fixos, além de críticos literários, jovens escritores e integrantes da Academia Brasileira de Letras. Entre eles, alguns nomes conhecidos do público: o filósofo Antonio Cicero, a escritora Andréa Del Fuego, o poeta Augusto de Campos, e a pesquisadora de Semiótica Lucia Santaella. A seção chamada de “Musa na Mesa” propicia a interatividade entre o leitor e o escritor, através de um espaço de debate que possibilita a troca de ideias e críticas à determinada obra. O site oferece também um espaço para vídeos, veiculação de entrevistas com os autores e cobertura do mundo literário. Segundo informou o coordenador da iniciativa, Edson Cruz, o Musa Rara pretende abrir espaço para autores de várias regiões do Brasil, assim como ampliar seus colaboradores para vários países da América Latina e Portugal.

PublishNews | 01/02/2012