Notebook e tablet roubam espaço do netbook


Notebooks e tablets devem ser os equipamentos mais procurados pelos brasileiros nas vendas de final de ano, na opinião de varejistas e fabricantes.

Mas veremos uma competição entre esses equipamentos pelo bolso do mesmo consumidor“, diz Marcílio Pousada, presidente da Livraria Saraiva.

O Walmart espera forte demanda especialmente pelos tablets de baixo custo, entre R$ 700 e R$ 900. No entanto, a rede reforçou as negociações por equipamentos ainda mais baratos e espera ter produtos a partir de R$ 399.

A Positivo Informática aposta no crescimento das vendas dos computadores, de seu tablet, o Ypy, e principalmente das máquinas portáteis. Segundo Hélio Rotenberg, presidente da companhia, hoje 86% daqueles que pretendem investir em um computador novo miram os notebooks.

A Dell espera crescimento tanto nas vendas de computadores mais baratos como dos notebooks ultrafinos -desejo de consumo das classes A e B.

Enquanto vê nos tablets e smartphones as grandes estrelas do Natal, com crescimento de até 60% nas vendas, a Fnac aponta declínio nos desktops e nos netbooks.

A demanda pelos computadores portáteis de baixo poder de processamento e longa duração de bateria deve cair à metade na comparação com 2010.

Para o ano, segundo a IDC, devem ser vendidos pelo menos 450 mil tablets no mercado nacional.

Folha de S. Paulo | 26/11/2011