Japão: Amazon pode entrar no mercado do país


A Amazon.com pode entrar no mercado de livros digitais no Japão neste ano e lançar seus leitores eletrônicos Kindle no mercado, afirmou o jornal Nikkei. A maior varejista da Internet, que planeja estabelecer uma loja online de livros digitais neste ano, está nos estágios finais de negociações com editoras como Shogakukan, Shueisha, Kodansha e Shinchosha Publishing, segundo o Nikkei. A editora de médio porte PHP Institute deve fornecer cerca de mil títulos digitalizados à Amazon, noticiou a publicação. O mercado japonês de livros digitais foi estimado em apenas 65 bilhões de ienes [846,9 milhões de dólares] no ano fiscal de 2010, comparado a cerca de 2 trilhões de ienes para livros e revistas impressas.

Por Arpita Mukherjee | Reuters | 20/10/2011

Tablet da Amazon pode ser o grande sucesso deste final de ano


O tablet Kindle Fire pode ser o eletrônico mais vendido nas férias deste fim de ano nos Estados Unidos, pressionando as margens de lucro da Amazon, mas dando à maior varejista da internet milhões de potenciais clientes dispostos a utilizar o aparelho para fazer compras on-line.

Desde que o executivo-chefe da Amazon, Jeff Bezos, lançou, em 28 de setembro, o tablet por US$ 199, um preço inferior ao esperado, alguns analistas elevaram suas estimativas de vendas para o dispositivo.

Jeff Bezos, executivo-chefe da Amazon, apresenta o tablet Kindle Fire | Photo Emmanuel Dunand, France-Presse

A Amazon recebeu 95 mil pedidos pelo aparelho no primeiro dia de vendas e tem registrado, em média, cerca de 20 mil pedidos diários desde então, estimou a empresa de monitoração de e-mails eDataSource. O aparelho começa a ser vendido em 15 de novembro.

O site de tecnologia AllThingsD noticiou em 6 de novembro que a Amazon está vendendo mais de 25 mil unidades de Kindle Fire por dia, citando fontes não identificadas próximas da companhia.

Os números que andam circulando pela internet são muito baixos“, disse Mark Gerber, analista da Detwiler Fenton & Co. “As compras em pré-venda e o surpreendente preço de US$ 199 significam que eles venderão facilmente cinco milhões de unidades neste trimestre.

Gerber esperava anteriormente que a Amazon vendesse de três a quatro milhões de tablets no quarto trimestre.

A Amazon se recusou a comentar o assunto. Mas Gerber e outros analistas estarão observando de perto pistas sobre as encomendas do tablet quando a companhia divulgar seus resultados em 25 de outubro.

Espera-se que a empresa tenha lucro de US$ 0,24 por ação e receita de US$ 10,93 bilhões no terceiro trimestre fiscal, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

DA REUTERS | Publicado na Folha.com | TEC | 20/10/2011 – 07h21

Amazon pode entrar no mercado japonês de livros digitais


A Amazon pode entrar no mercado de livros digitais no Japão neste ano e lançar seus leitores eletrônicos Kindle, afirmou o jornal “Nikkei”.

A maior varejista da internet, que planeja estabelecer uma loja on-line de livros digitais neste ano, está nos estágios finais de negociações com editoras como Shogakukan, Shueisha, Kodansha e Shinchosha Publishing, segundo o “Nikkei”.

A editora de médio porte PHP Institute deve fornecer cerca de mil títulos digitalizados à Amazon, noticiou a publicação.

Kindle Fire, Kindle Touch e Kindle, os novos modelos de e-reader da Amazon

Editoras japonesas têm se mostrado relutantes em fornecer conteúdo à Amazon por preocupações de que a varejista venda livros digitais com um desconto de até 90%, como nos Estados Unidos.

O mercado japonês de livros digitais foi estimado em apenas 65 bilhões de ienes [846,9 milhões de dólares] no ano fiscal de 2010, comparado a cerca de 2 trilhões de ienes para livros e revistas impressas, disse o jornal.

DA REUTERS | Publicado originalmente em língua portuguesa na Folha.com | TEC | 20/10/2011 – 06h42