Versão atualizada de enciclopédia on-line lista 750 mil espécies


A nova versão da “Enciclopédia da Vida” [EOL, na sigla em inglês] foi lançada no começo desta semana.

A versão 2.0 contém informações de mais de 750 mil seres vivos, 51 mil participantes, 630 mil imagens, 180 parcerias com bancos de dados e pode ser lida em inglês, espanhol e árabe. Há planos para se incluir no futuro o português.

Enciclopédia compila e disponibiliza informações sobre animais, plantas, fungos, protistas e bactérias

Criada pelo Instituto Smithsonian de Washington, a enciclopédia compila e disponibiliza informações sobre todos os seres vivos –animais, plantas, fungos, protistas e bactérias– e, ao mesmo tempo, pretende sensibilizar as pessoas para a conservação da biodiversidade.

Trata-se da realização de um sonho anunciado pelo biólogo Edward O. Wilson, em 2007. Um ano depois, concretizou-se a ideia de se fornecer um site para cada espécie, agora com 20 vezes mais informação.

A EOL reúne fontes confiáveis como museus, sociedades científicas, especialistas e bancos de dados, entre outros. O acesso é livre e inclui vídeo, som, imagens, gráficos, bem como textos.

Ela funciona como uma “Wikipedia” da natureza especializada. A EOL está se expandindo para se tornar uma comunidade global de colaboradores e contribuidores para servir tanto o público em geral, quanto entusiastas, educadores, estudantes, cientistas e profissionais da área.

EOL é mantida pela Fundação John D. e Catherine T. MacArthur e pela Fundação Alfred P. Sloan.

O suporte adicional vem de instituições membros e doações individuais de todo o mundo.

Folha.com | Ciências | 07/09/2011 – 17h29