Google e editora chegam a acordo sobre digitalização


França | A gigante americana da internet Google e a editora francesa La Martinière chegaram a acordo sobre a digitalização de livros esgotados que põe fim à disputa judicial entre as empresas.

Pelo comunicado conjunto divulgado nesta quinta-feira, o acordo termina com as ‘ações jurídicas iniciadas pela editora em 2006‘ e permite ‘reafirmar a importância dos direitos autorais, além de garantir uma remuneração justa aos proprietários dos direitos‘.

O grupo americano foi condenado em 2009 por falsificação após ter digitalizado obras da editora sem autorização e obrigado a indenizá-la em US$ 432 mil.

A editora e a empresa tecnológica não deram detalhes financeiros do acordo, que serve de marco para a ‘digitalização e comercialização de livros eletrônicos [eBooks] de obras esgotadas cujos direitos são controlados pelo grupo La Martinière‘, acrescenta a nota.

O anúncio do acordo ocorre depois que a Google e a editora francesa Hachette assinaram em julho acordo similar relativo a mais de 40 mil títulos esgotados nas livrarias.

Após a derrota na disputa com La Martinière, o grupo americano chegou a acordo também com a editora Hachette por via amistosa.

Outras grandes editoras francesas, como Gallimard, Flammarion e Albin Michel, denunciaram a Google em maio e reivindicam US$ 14,1 milhões, o equivalente a US$ 1.442 para cada livro digitalizado sem sua permissão.

Agência EFE | 25/08/2011