Amazon lança aplicativo que permite ler livros na nuvem


EUA: A Amazon lançou nesta quarta-feira o Kindle Cloud Reader, um aplicativo que permite ler livros eletrônicos desde o navegador web de diferentes dispositivos, tanto online como sem conexão à internet e sem necessidade de downloads nem instalações.

O aplicativo, baseado na linguagem HTML5, permite aos usuários acessar mediante seu navegador instantaneamente os catálogos de literatura eletrônica da Amazon, que disponibiliza 950 mil livros.

A ferramenta já está disponível a partir desta quarta-feira para Safari – com uma versão especial para o tablet iPad – e para Chrome, enquanto os usuários de Internet Explorer, Firefox, BlackBerry Playbook e outros navegadores de dispositivos móveis terão que esperar mais alguns meses para utilizar o aplicativo.

O Kindle Cloud Reader se sincroniza automaticamente com a livraria do Kindle, mostra a última página lida em outro dispositivo e as notas do leitor e permite também destacar os livros favoritos.

A Amazon informou em uma nota de imprensa que com a ferramenta será possível acessar de forma automática e sem necessidade de se conectar à internet o último livro que o leitor tenha consultado, assim como escolher aqueles volumes que queira ler ‘offline’.

O Kindle Cloud Reader também permite ao leitor personalizar o aspecto do texto e integra uma versão melhorada de acesso à loja do Kindle.

Agencia EFE | 10/08/2011

To Google


Visto ao mesmo tempo como santo e anti-cristo, é inegável que o Google foi o grande responsável por transformar a maneira com que as pessoas buscam e usam as informações. Sinônimo de procura por informações [a ponto da palavra “google” se tornar um verbo], o site foi eleito a marca mais valiosa do mundo por quatro anos consecutivos e, hoje, segundo Larry Page, um de seus fundadores, faz parte das vidas das pessoas, como escovar os dentes. A história de como um site de buscas se tornou o maior gigante da internet é contada no livro Googled – A história da maior empresa do mundo virtual e como sua ascensão afeta as empresas do mundo real [Agir, 544 pp., R$ 64,90 – Trad.: Débora Chaves], de Ken Auletta.

PublishNews | 10/08/2011

Fundação Dorina Nowill doa 4.500 livros


No pacote estavam livros acessíveis em diferentes formatos e para diferentes idades, que vão beneficiar bibliotecas de São Paulo

Foto: Karlis Smits

Bibliotecas paulistas ganharam um reforço em seus acervos de livros acessíveis com a doação de 4.500 títulos em Braille, audiolivro e digital acessível feita pela Fundação Dorina Nowill e pela White Martins dentro do projeto Ler sem Ver. Entre os livros doados estão títulos infantis, infantojuvenis, clássicos e best-sellers atuais como A festa no céu, Os corvos de Pearblossom, A bússola de ouro, O senhor dos anéis, Quincas Borba e o Manual dos Direitos da Pessoa com Deficiência. Desses, 900 são em Braille, 2.250 em áudio e 1.350 no formato Daisy. No total, foram beneficiadas 138 bibliotecas e salas de leitura na capital e em outros 74 municípios do interior, que juntas atendem direta ou indiretamente mais de 10 mil deficientes visuais. O projeto foi realizado com o apoio do Governo do Estado de São Paulo através do Programa de Ação Cultural da Secretaria da Cultura conforme determina o artigo 18 da lei 12.268 de 20/02/2006.

PublishNews | 10/08/2011

Mais uma forma de ler livro digital


Nos últimos dois anos, a Amazon criou e aprimorou seus aplicativos de leitura e os consumidores puderam escolher entre ler seus livros digitais no Kindle, iPad, iPhone, iPod Touch, PC, Mac, telefone com sistema operacional Android, tablets ou no BlackBerry. Hoje, a empresa apresenta mais uma opção de leitura. Trata-se do Kindle Cloud Reader, um aplicativo desenvolvido em HTML5 que permite que se leia usando apenas o browser. A leitura pode ser on-line ou off-line, e não é necessário fazer downloads ou instalações de aplicativos.

Independentemente do meio escolhido pelo usuário para ler seu livro, essa obra estará disponível em todos os seus aplicativos e sincronizada com a biblioteca de livros digitais dele. A última página lida, os grifos e as anotações também aparecerão sempre o que o livro for aberto. A nova ferramenta está disponível para Safari [iPad e desktop] e Chrome no site www.amazon.com/cloudreader.

Dorothy Nicholls, diretor da Amazon Kindle, disse em comunicado que a empresa integrou sua Kindle Store ao Cloud Reader. Com apenas um clique o cliente pode fazer sua compra e já começar a ler. A Amazon disse que em breve o Kindle Cloud Reader também estará rodando no Internet Explorer, Firefox, browser do BlackBerry PlayBook e outros.

Por MariaFernanda Rodrigues | PublishNews | 10/08/2011

Publicar comercialmente é fácil…


James Mcsill

Em uma palestra inédita, em 3D, diretamente de seu escritório na Inglaterra, o consultor literário James McSill falará e responderá perguntas sobre o mercado editorial, ensinando alguns pequenos segredos para a escrita de um livro comercialmente viável.

A palestra que será apresentada no Fantasticon 2011 cobrirá um dos grandes temas abordados por James McSill nos cursos de imersão literária que ministra ao redor do mundo, inclusive no Brasil.

A palestra será feita em Português.

James Mcsill é consultor literário internacional, assessor, cirurgião de texto [story doctor], palestrante e representante de autores.

Confira na programação da Fantasticon.