Os números da Apple


Por Ednei Procópio

Tenho reparado numa série de dificuldades, por parte das editoras nacionais, em disponibilizar eBooks na plataforma iTunes/iBooks. Aliás, descobri uma plataforma nova baseada em PDF, muito parecida com o Zinio, que quero comentar assim que conseguir terminar de testar.

Embora eu ainda considere o caminho Apple um pouco burocrático, e por isso custoso para os padrão editorial brasileiro, uma da coisas que eu mais gosto na Apple é que ela mantém uma política de divulgar bem os seus números. Algo que a Amazon sempre esconde ou manipula.

Durante a última Conferência Internacional de Desenvolvedores da Apple, a AllThingsD divulgou alguns números referentes a plataforma da maçã. Eu estava, como sempre, sem tempo pra divulgar estes números aqui, mas vamos lá:

HARDWARE

São 25 milhões de unidades do iPad em todo o mundo.

SOFTWARE

O iOS [sistema que roda nos hardwares iPads, iPhones e iPods Touch] representa 44% de todo o mercado móvel mundial.

São pelo menos 200 milhões de hardwares que rodam o sistema operacional iOS. À propósito,  eu às vezes me pergunto porque a Apple não abre o seu iOS para outros fabricantes [?].

CONTEÚDO

425 mil aplicativos estão disponíveis no iTunes.

90 mil aplicativos dos quais rodam exclusivamente no hardware iPad.

Até agora, o iTunes comercializou cerca de 30 milhões de livros digitais via aplicativo iBooks.

Outros 14 bilhões de aplicativos foram baixados em menos de três anos.

O montante de negócios para os desenvolvedores giram em torno de US$ 2,5 bilhões.

Adorei os números. Bem que poderia haver uma Apple do Brasil, né, pra gente poder trafegar de modo mais rápido e simples o nosso conteúdo naquela plataforma.

Por Ednei Procópio