Desacordo Google


FOTO: Carlos Osorio/AP

Os planos do Google de criar a maior biblioteca online do mundo, repleta de títulos raros, esgotados e órfãos [aqueles cujos detentores de direitos autorais são desconhecidos ou inacessíveis] sofreram duro golpe nesta semana, quando um juiz federal dos EUA rejeitou o acordo que previa que o Google pagasse US$ 125 milhões a autores e editoras pelo direito de colocar esses acervos na internet.

Para Denny Chin, o juiz, o acordo era “injusto, inadequado e irracional”. Ele sugeriu que o trato avançaria se valesse só para autores e donos de direitos autorais que aceitassem os termos. Isso não resolve, porém, casos de livros órfãos.

Por Redação Link | 27 de março de 2011 | 19h57