Apple bloqueia iBooks em iPhones, iPads e iPods com jailbreak


A batalha entre a Apple e os usuários que fazem jailbreak já se arrasta por anos. Desde que o primeiro jailbreak foi lançado a Apple tenta corrigir as falhas do iOS exploradas por eles e os desenvolvedores do método tentam encontrar novas. Essa semana, no entanto, a empresa de Steve Jobs mandou um recado bem dado para quem usa o aplicativo iBooks e curte o jailbreak: nada mais de ler livros digitais.

Com a última atualização, liberada na semana passada, o iBooks passou a não abrir em dispositivos que receberam jailbreak. A Apple pode ter feito isso por vários motivos, mas o principal deles envolve o DRM de livros comprados na loja. Com o jailbreak, fica mais fácil dos livros terem sua proteção contra cópia retirada, permitindo a distribuição ilegal dos arquivos.

Segundo o desenvolvedor para plataforma iOS Comex, a empresa executa um teste bem inteligente para detectar o jailbreak. Ao abrir o aplicativo iBooks, ele cria um aplicativo fantasma com código não-assinado e tenta executá-lo. Se ele for executado com sucesso, o iBooks detecta que o aparelho sofreu jailbreak, mostra um aviso na tela pedindo para restaurar o dispositivo e fecha. Caso contrário, abre normalmente.

Apesar do jailbreak não ser considerado ilegal, a Apple diz que ele quebra a garantia e abre o dispositivo para hackers e por isso tenta de qualquer forma coibir o seu uso. Essa é só mais uma das cartas na manga da empresa.

Por Rafael Silva | Publicado originalmente em Tecnoblog | 15/02/2011 | Via Read Write Web