“Times” divulgará “e-books” mais vendidos


O jornal norte-americano “New York Times” anunciou que vai passar a divulgar lista de “e-books” mais vendidos, de ficção e não ficção, nos Estados Unidos a partir do início do ano que vem. A decisão segue o aumento da popularidade da plataforma eletrônica para a leitura de livros.

Folha de S.Paulo | São Paulo, sábado, 13 de novembro de 2010

Eletrônicos serão 25%


Em cinco anos, cerca de 25% dos livros vendidos nos maiores mercados consumidores do mundo serão em formato digital. O estudo a que a coluna teve acesso, feito pela consultoria Bain & Company, ouviu 3.000 pessoas em seis países -EUA, Coreia do Sul, Reino Unido, Alemanha, Japão e França.

Segundo Patrick Béhar, um dos coordenadores, a expansão será mais rápida nos dois primeiros, enquanto na França será mais lenta. Tablets como o iPad deverão responder por dois terços a três quartos desse total, enquanto o restante ficará com e-readers como o Kindle.

POR MARCOS FLAMÍNIO PERES | PAINEL DAS LETRAS | FOLHA DE S.PAULO | ILUSTRADA | São Paulo, sábado, 13 de novembro de 2010