2 pensamentos sobre “E-bookstore do Submarino

  1. Lembrando sempre que a Submarino já tentou, lá atrás, nos primórdios do livro digital aqui no Brasil, vender eBooks. Alguém aqui se lembra do fiasco de vendas daquele eBook do João Ubaldo Ribeiro? O autor, na época, apesar de aprovar o projeto da versão do livro para o digital, dizia não acreditar ou não gostar dos livros digitais. Por fim, o tal livro acabou sendo impresso e a Submarino tirou a sua eBookStore do ar. Assim como fez a Livraria Cultura e a Livraria Nobel na época. E é incrível notar que, naquela época, a Submarino já estava meio que copiando, digamos assim, o modelo de negócios da Amazon. É isso aí, de volta para o futuro!

    Ednei Procópio

Os comentários estão desativados.