Brinquedinho de gente grande


De acordo com reportagem do Wall Street Journal, a HarperCollins estaria em negociações com a Apple para o lançamento de um novo tablet. Embora a Apple tenha se recusado a comentar a notícia, uma coletiva de imprensa está sendo anunciada para 27 de janeiro, com a chamada “venha e veja nossa mais recente criação”. O jornal cita “pessoas com conhecimento do assunto” e sugere que a Harper definiria os preços dos eBooks, que terão funcionalidades adicionais, enquanto a Apple receberia uma “porcentagem das vendas” – mas não se sabe se estas serão feitas por uma nova eBookstore ou pelo iTunes, ou ainda se outros editores também estão negociando com a maçã… O Wall Street Journal afirmou que “pessoas ligadas à empresa disseram que a Apple planeja lançar um novo tablet multimídia em março”.

The Bookseller – 19/01/2010 – Por Redação

Pesquisa indica preferências do “eLeitor”


Primeira de três pesquisas a serem realizadas no ano pelo BISG revela o comportamento do leitor que já usa eReaders e eBooks

O Book Industry Study Group, Inc. [ BISG ] apresentou nesta sexta-feira, 15/1, os resultados da primeira de três pesquisas que serão realizadas durante o período de novembro de 2009 a julho de 2010, sobre as preferências e o comportamento de homens, mulheres e adolescentes que já entraram no mundo do livro digital. Segundo Angela Bole, diretora executiva do BISG, a pesquisa – Consumer Attitudes Toward E-Book Reading – indicou “que 30% dos compradores de livros impressos esperariam até três meses pela edição e-Book de um título.” Outros dados interessantes são: menos de 20% dos entrevistados disseram ter trocado a versão impressa pela digital, na hora da compra, nos últimos 12 meses; os aparelhos mais usadas para leitura de e-Book são os computadores [ainda!], com 47%, o Kindle com 32%, e outros aparelhos com menos de 10%.

PublishNews – 19/01/2010 – Por Redação

Google Books


O prazo para optar por ficar de fora do Acordo com o Google Books [a disputa judicial que se arrasta por meses entre o Google e editores e autores, conhecido como Google Settlement] está chegando ao fim [termina dia 28 de janeiro] e os autores dizem estar apreensivos e confusos sobre qual decisão tomar. A escritora norte-americana Diana Kimpton, uma forte crítica do Acordo revisado, disse que o principal sentimento entre seus colegas escritores é de “total confusão” ao encarar “este enorme documento”. “Ele [o Acordo] é baseado nas leis dos EUA e usa terminologia norte-americana, e o meu agente está tão confuso quanto eu”, comentou a escritora. Katherine Langrish, autora da HarperCollins, disse: “Fui aconselhada e optei por aceitar o Acordo no final da última negociação, e agora estou pensando em voltar atrás – mas para ser honesta, não sei qual é a coisa certa a fazer…

The Bookseller – 19/01/2010 – Por Benedicte Page