Xbox 360 receberá leitor digital da Bíblia


Programa chega à loja virtual do console em dezembro por US$ 5.
No videogame, Livro será em alta definição.

Aplicativo para o Xbox 360 permitirá ler a Bíblia na televisão | Foto: Divulgação

Os jogadores de videogame mais religiosos poderão ler Bíblia sem precisar desligar o console. Um programa chamado “Bible navigator x” permitirá ler todo o conteúdo do livro cristão pela TV e apresentará imagens e animações.

O aplicativo criado pela editora americana B&H será lançado em dezembro e custará US$ 5 na loja virtual do Xbox 360. O programa rodará em alta definição e terá funções como busca por palavras e marcação de texto. Além disso, o “Bible navigator x” terá dez temas para mudar a aparência da Bíblia do jogador.

Este é o primeiro programa que permite ler a Bíblia em um videogame. O produtor executivo de produtos digitais da B&H, Aaron Linne, diz que “o aplicativo levará a Bíblia para as salas e para as TVs das pessoas de forma totalmente inovadora”. “Podemos usar a tecnologia do videogame para estudar as Escrituras em um meio completamente novo, além levar a Bíblia para pessoas que se sentem mais confortáveis com um joystick do que com um livro”.

Do G1, em São Paulo
12/11/09 – 18h48 – Atualizado em 12/11/09 – 18h48

Comissão do Livro Digital define diretrizes para levantamento de mercado


Comissão do Livro Digital

Reunião da Comissão do Livro Digital da CBL

Em reunião realizada na terça-feira [10/11/2009], na Câmara Brasileira do Livro, a Comissão do Livro Digital (da qual eu faço parte) definiu as diretrizes para o levantamento que realizará, com o objetivo de dimensionar o mercado. Alguns desafios a serem transpostos neste sentido foram apresentados aos 19 integrantes da comissão que participaram do encontro. A discussão permitiu chegar a um consenso em relação à estrutura do levantamento, a exemplo das oportunidades existentes em cada segmento [tipos de obras] e a identificação dos processos digitais atualmente em prática, como audiobooks, e-readers, print on demand, custom publishing, entre outros. Definidos estes parâmetros, a comissão está agendando nova reunião, ainda em 2009, para colocar o projeto em prática.

CBL Informa 12 de novembro de 2009

EA lança livros infantis para portátil Nintendo


O grupo Electronic Arts [EA] anunciou o desenvolvimento de Flips, uma série de livros infantis interativos que reúne autores e histórias de algumas das mais importantes editoras do Reino Unido. Acontece que os livros Flips lembram videogame, são e-books, livros digitais para serem “lidos e interagidos” via sistema de videogame portátil DS, da Nintendo. O negócio é fruto de parceria da EA com as editoras Egmont Press e Penguin. Por enquanto há somente livros na língua inglesa. As obras literárias anunciadas são Artemis Fowl, The Enchanted Wood, The Magic Faraway Tree, Gingersnaps e Too Ghoul for School.

Terra – 12/11/2009 – Por Darius Roos

Novo livro de Rubem Fonseca sai para Kindle


 

O seminarista

O seminarista

O Seminarista, nova obra do escritor Rubem Fonseca, é o primeiro livro brasileiro a ser lançado com versões para Kindle, Sony Reader e Palm. Vendido nas livrarias pela Editora Agir [do grupo Ediouro] desde o último dia 5 de novembro, o 27º romance do autor ganhou há pouco suas edições virtuais no site da parceira Singular. E, sim, está mais barato que o impresso. Enquanto o formato tradicional em papel custa 37 reais, o e-book para Kindle, Sony Reader e Palm equivale a 19,99 reais. Além das três versões eletrônicas, há também uma edição a caminho para iPhone/ iPod Touch, mas que ainda não teve preço anunciado.

 

Exame – 12/11/2009 – Por Guilherme Pavarin

Stephen King atrasa eBook de seu livro para ajudar livrarias menores


O escritor Stephen King atrasou o lançamento de seu novo romance “Under the Dome” [ainda sem versão nacional] em formato digital, pois quer ajudar as livrarias pequenas. O livro começou a ser vendido no último dia 10 nas livrarias norte-americanas, mas só será lançado em formato digital a partir de 24 de dezembro.

O autor não é contrário aos e-books, tendo lançado diversos volumes como “Riding the Bullet” e “Ur” digitalmente antes de no formato impresso e sendo um fiel dono de um leitor digital “Kindle”, mas afirmou em uma entrevista ao “The Wall Street Journal” que queria ajudar livrarias menores a vender seu livro e ganhar algum dinheiro. Ele afirmou que os vendedores de e-books, por possuírem custos de produção e distribuição muito reduzidos, acabam tendo uma vantagem competitiva sobre as livrarias convencionais.

De fato, grandes best-sellers como o de King acabam sendo colocados em pré-venda por menos de 10 dólares, preço impossível para as livrarias menores, especialmente com uma guerra de preços entre gigantes como Wallmart, Target e Amazon.

Outros autores norte-americanos estão adotando a mesma estratégia para capitalizar as vendas de fim de ano. As memórias de Ted Kennedy e Sarah Palin também tiveram o seu lançamento digital atrasado para aquecer a venda dos livros impressos.

12/11/2009 – 10h50 – da Livraria da Folha

Phone Book


O Blue Bus vem acompanhando a transiçao da leitura convencional para a digital, muito discutida nos últimos meses, bem de perto – relembre a nota sobre o iPhone e o futuro Tablet, serem os verdadeiros concorrentes do Kindle e mais fortes candidatos a assumir o papel dos livros no futuro. Mas pensar em uma tela recheada de textos e talvez imagens é subestimar demais a capacidade desses aparelhos. Abaixo, neste vídeo publicado no YouTube, podemos ter uma ideia de tudo o que o iPhone já é capaz no que diz respeito à leitura digital. Imagine entao quando o Tablet chegar. O livro foi originalmente exposto junto à explicaçao do projeto, que está na fase de conceito, no site do estúdio japonês Mobile Art.

Noticia do Blue Bus – 12/11/2009 – Por Luciana van Deursen Loew